Uma aula de futebol


Foi emocionante. Foi de se entusiasmar. Foi um banho de água fria para quem tinha perspectivas ruins ou até péssimas para o time do Cruzeiro nesse ano. Um baile, liderado por um gênio chamado Montillo, e por um craque “celebridade” chamado Roger , e por uma grata surpresa no ataque cujo nome é Wallyson.

Cuca ousou e muito na escalação, a esmagadora maioria dos jornalistas, se mostraram contra o treinador, dizendo que ele estava sendo ousado demais. E a ousadia meu amigo leitor, é o seguinte: Ou você vira herói, ou vira vilão.

Ele decidiu arriscar! Tirou ninguém menos, que o artilheiro da última libertadores, Tiago Ribeiro.  Deixou de marra e colocou Roger no meio junto com Montillo. Gilberto, outro jogador decisivo, foi para a lateral – esquerda.

A glória foi o presente para o corajoso, Cuca! O time honrou a sua maravilhosa torcida, a sua magnífica história, e foi assunto no mundo inteiro do esporte. E Montillo hein?! Que craque fomos contratar, nunca uma 3° opção foi tão bem escolhida.

O duro foi ouvir gente dizendo que o Cruzeiro não tinha elenco, vamos dar uma analisada:
 
Montillo: Já disse tudo, o melhor meia do Brasil em atividade. Me desculpem, mas para mim ele supera Conca.

Roger: Senão fosse por “estrelismo”, que implica na falta de aplicação nos treinos, estaria na seleção brasileira. É craque. Mesmo com tudo isso está arrebentando por aqui.

Gilberto: Jogou duas copas do mundo pela seleção Brasileira. Precisa falar algo mais?

Fabrício: Sem exageros: “Um guerreiro dos gramados”! Determinado, aplicado e talentoso. Fundamental, jogaria como titular em qualquer clube do Brasil.

Henrique: Um volante que sabe jogar e marcar. Muito bom jogador!

Tiago Ribeiro: Sabe fazer gols, e ainda por cima consegue fazer muitas assistências. O artilheiro da Copa Libertadores de 2010.

Victorino: Chegou a semi-final da última Copa do Mundo sendo titular da seleção uruguaia. Ótimo zagueiro.

Fábio: Em um país que tem campões mundiais como Rogério Ceni e Marcos, ele ainda consegue ser o melhor goleiro do Brasil. É seguro nas defesas, e cresce nos momentos difíceis. É ídolo.

Temos outros bons jogadores como: Marquinhos Paraná, Léo, Diego Renan, Gil, Wallyson…

Em um time em que se joga 11 jogadores, temos sete que podemos confiar e MUITO! Pois tem um histórico brilhante. A torcida precisa confiar, e eu não tenho receio em dizer, que sim, o Cruzeiro é um dos melhores times do Mundo! Avante “La Bestia Negra”!