23 set “Vejo o Dodô mais como volante do que como lateral”, diz Ceni, técnico do Cruzeiro


Após um excelente ano no Santos, Dodô chegou ao Cruzeiro no começo desta temporada para concorrer com Egídio pela lateral-esquerda. No entanto, para o técnico Rogério Ceni, o camisa 16 tem características para atuar como volante. Por isso, a partir de agora, o jogador passa a disputar uma vaga no meio-campo.

Vejo o Dodô mais como volante do que lateral nos dias de hoje. Acho que ele pode ter mais sucesso no meio do que sendo um jogador que ‘vai e volta’, como o Egídio ou o Rafael Santos. Não é característica dele a velocidade, e sim um jogo cadenciado pelo meio“, frisou o comandante.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

No revés por 2 a 1 para o Flamengo, pela 20° rodada da Série A do Campeonato Brasileiro, Dodô entrou em campo aos 19 minutos do segundo tempo. Ele entrou no lugar do volante Éderson, lado de Henrique e Robinho, atuou na faixa central do gramado.

Ao comentar a opção pela entrada de Dodô no meio, Ceni não classificou a mudança como um improviso. “É um jogador que está acostumado a fazer essa função. Ele e Robinho foram treinados e vão jogar, ou lado a lado, ou em um tripé de volantes. Por isso não considero o Dodô no meio-campo como uma improvisação“.

A titularidade do jovem Rafael Santos na lateral celeste contra o Palmeiras é prova da convicção de Ceni sobre a função de Dodô na equipe. Na derrota por 1 a 0 para os paulistas, mesmo tendo ele e Egídio disponíveis, o treinador optou pelo garoto das categorias de base.

Trajetória com Ceni

O treinador utilizou Dodô como meio-campista em seu primeiro jogo, o triunfo por 2 a 0 contra Santos. No entanto, a expulsão de Gustavo Henrique, nos momentos iniciais da partida, alterou o panorama do confronto. Ceni, então, sacou Egídio, promoveu a entrada de Fred e deslocou o ex-santista para a posição de origem.

Depois, Dodô atuou no empate por 1 a 1 contra o CSA e, também, nos jogos contra Internacional e Grêmio — derrotas por 3 a 0 e 4 a 1, por Copa do Brasil e Série A, respectivamente. Nas três partidas, ele foi ala pela esquerda.

Estatísticas

Aos 27 anos, Dodô está emprestado pela Sampdoria-ITA até o fim deste ano, com obrigação de compra. Pelo Cruzeiro, somando, também, a passagem de Mano Menezes, ele disputou 22 partidas — duas na Libertadores, quatro no Campeonato Mineiro, quatro na Copa do Brasil e 12 no Brasileiro.

O jogador balançou as redes apenas uma vez na temporada. Foi na goleada por 4 a 0 sobre o Huracán-ARG, ainda na fase de grupos da competição continental.

Fonte: Superesportes – Conteúdo disponibilizado pela fonte via RSS/Feed


Deixe seu comentário, curta e compartilhe