Vai com calma (Caldense 0 x 0 Cruzeiro – Campeonato Mineiro 2ª rodada)

Salve, guerreiros!

Minha estréia em 2018 aqui em nossas análises. O companheiro de GDG Simon Nascimento fez as honras na vitória sobre o Tupi pela primeira rodada. Confesso que estou com uma ponta de inveja do Simon, afinal, ele teve uma missão mais fácil que a minha. Analisar uma vitória do Cruzeiro em um Mineirão lotado contra um adversário, em teoria mais fácil. Eu, entretanto, preciso fazê-lo após um empate contra a modesta Caldense, pior, jogando mal. Mas, vamos lá. Não sou de fugir dos desafios.

O jogo

Feio de doer! A Caldense vendeu caro o empate. Posso afirmar que quando o nome do jogo é o goleiro adversário, percebemos que a vitória poderia ter vindo com um pouco mais de capricho. Vamos deixar os erros e a má apresentação nas desculpas de sempre: o campo pequeno, o gramado ruim e, em minha opinião, o pior dos inimigos nesse momento, o início de temporada.

Primeiro tempo

Esta etapa da partida teve início muito truncado. Ambas as equipes fechadinhas na marcação. O time do interior fez o dever de casa direitinho sabendo segurar o time da capital. A Raposa então, tentou na bola parada tendo uma chance muito boa com Manoel após centro de Thiago Neves em cobrança de escanteio. Começaria aí o destaque do goleiro Omar.

Após isso, chance mesmo, apenas com Lucas Romero no final do primeiro tempo, mais uma vez parando em boa defesa de Omar. Em resumo, um primeiro tempo apagado, principalmente de Fred e Bruno Silva. O volante em nenhum momento lembrou aquele jogador vistoso do Botafogo que justificasse sua contratação, mas vamos com calma. É tudo novo para ele.

Segundo tempo

Mano parece ter observado o mesmo que eu. Bruno Silva que não rendera muita coisa na etapa inicial dá lugar a Robinho que traz um pouco mais de movimentação pelo setor direito. O Cruzeiro passa a pressionar um pouco mais, entretanto, não transforma essa pressão em chances claras de gol.

Fred me parece ansioso. Teve duas chances boas, mas preferiu tentar servir os companheiro, sem sucesso. Calma, Frederico! Sua hora de marcar vai chegar. Mano então vai mudando o time em busca dos três pontos. Entram De Arrascaeta e Rafael Sobis que quase marca da entrada da área aproveitando rebote.

Os três pontos não vieram. Nada de desespero. O time vai se acertar aos poucos e o Mineiro serve para isso. Ano passado eu pensava o contrário. Tinha que poupar o time no estadual, mas, dou o braço a torcer. Com uma pré-temporada tão curta por causa da Copa do Mundo na Rússia, esses jogos serão fundamentais para Mano dar ritmo e entrosamento ao time, principalmente às novas peças.

Vamos ver o Cruzeiro 2018 crescendo bastante durante a competição. É provável que haja “tropeços” como o deste sábado, mas, como torcedores, precisamos ter calma. Mano tem esse ano um elenco mais qualificado e com mais opções por setor. Poderemos ter resultados mais expressivos e sonhar com voos maiores que o Mineiro. O estadual, no entanto, fará o time estar pronto para decolar. Como diz Adilson Batista: Vamos Aguardar.

FICHA TÉCNICA
CALDENSE 0 X 0 CRUZEIRO

Local: Estádio Ronaldão, Poços de Caldas (MG)
Data: 20 de janeiro de 2018, quarta-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Igor Júnior Benevenuto
Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Magno Arantes Lira
Cartões amarelos: Marquinhos (Caldense); Robinho (Cruzeiro)

CALDENSE: Omar; Feijão, Marcelinho, Robinho e Jhonathan; Mineiro, Jean Henrique, Anderson Rosa e Juninho; Marquinhos (Charles) e Neílson (Willian)
Técnico: Zezito

CRUZEIRO: Fábio, Lucas Romero, Léo, Manoel e Egídio; Henrique, Lucas Silva, Bruno Silva (Robinho), Rafinha (Arrascaeta) e Thiago Neves (Rafael Sóbis); Fred
Técnico: Mano Menezes

A Raposa volta a campo na próxima quarta diante do Uberlândia. Hora de lotar o Mineirão novamente já que fomos desafiados por parte da imprensa que disse que não repetiríamos o público de quarta-feira passada. Fica o desafio.

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Alvaro Jr