Piazza, Dirceu Lopes e meu pai

   Meu pai era menino. Tinha lá seus sete ou oito anos quando achou uma fresta na janela do vizinho e espiou. Espiou e se encantou. A tal ponto que a cena que viu ali, na TV da casa alheia, mudaria para sempre a sua vida. E a do seu filho, que só nasceria quase

Continue Reading →

Tostão na Revista do Esporte de 1966 - Foto: Revista do Esporte – 1966

Tostão na Revista do Esporte de 1966

O ano de 1966 foi mesmo de Tostão. E do Cruzeiro, por consequência. Pois até a “carioquíssima” Revista do Esporte, na época destinada essencialmente ao futebol carioca e paulista, se rendeu à encantadora bola jogada pela principal estrela da Raposa.

dirceulopes-cruzeiroesporteclube

Dirceu Lopes coadjuvante?

Na sua coluna de hoje, na Folha de São Paulo, Juca Kfouri exaltou os times de Minas. Fez com propriedade e qualidade, como de praxe. Uma frase, no entanto, me chamou a atenção. Escreveu ele: “Surgiram Tostão e companhia, um Cruzeiro tão estelar que tinha Dirceu Lopes, dos maiores gênios do nosso futebo, como coajuvante”.

Continue Reading →

Sorín deveria jogar para sempre?

Assistindo ao jogo de Cruzeiro x Argentinos Jrs penso comigo mesmo, que pena ver um jogador do porte de Sorín se aposentar. Jogadores assim, deveriam jogar para sempre. Já pensaram, Tostão, Zico, Palhinha, Pelé e mais tantos outros jogando sempre.

Tosão

Tostão, eterno ídolo celeste!

Salve Nação Estrelada! Nesta trajetória de 88 anos de existência, o Cruzeiro teve grandes personalidades que deixaram seus nomes marcados na história do clube. E certamente, um dos atletas mais importantes do time cruzeirense foi o Eduardo Gonçalves Andrade, vulgo Tostão.

Tríplice Coroa

Tríplice Coroa do Cruzeiro

A China Azul estava em êxtase graças às últimas conquistas do seu time. Em 1996, após a final contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil, a torcida recebeu os vencedores, que voltavam da capital paulista, em numero recorde nas ruas da cidade. O carro de bombeiros que levava os jogadores bicampeões estava rodeado por mais

Continue Reading →

Cruzeiro o Campeão da Década

A torcida celeste voltou a comemorar títulos na década de 90. E foram muitos: duas Supercopas, duas Copas do Brasil, uma Libertadores, uma Recopa, uma Copa Ouro, uma Copa Master, uma Copa Centro-Oeste, duas Copas dos Campeões Mineiros e seis Campeonatos Estaduais. Sem falar em outros títulos de menor expressão, como o Troféu Wilson Piazza

Continue Reading →

Cruzeiro e a Década Perdida

O segundo período de crise financeira do Cruzeiro foi entre os anos de 1981 a 1986. A era foi chamada de “Era Bendelack – Tobí”, devido à contratação, em 1982, desses dois jogadores, o primeiro era um lateral direito, o segundo um armador. Isso não quer dizer que os dois foram responsáveis pelo período de

Continue Reading →

Cruzeiro e a Conquista da América

Evaldo, atacante do timaço da década de sessenta, declarou que até os treinos da Raposa lotavam naquela época. “Um simples rachão era motivo para a torcida lotar o centro de treinamento”, declarou ao diário Lance. E tamanha euforia não era para menos, o time vinha jogando cada vez melhor e a hegemonia no futebol mineiro

Continue Reading →

Eduardo Gonçalves de Andrade

Nasceu no dia 25 de janeiro de 1947 no bairro da Floresta em Belo Horizonte um dos melhores jogadores de futebol da história.  Eduardo Gonçalves de Andrade, ou simplesmente Tostão, foi um atacante e tanto, considerado um dos grandes jogadores do futebol profissional, conhecido nacional e internacionalmente.