TROFÉU GUARÁ é bom, BOLA DE PRATA é melhor, MAS O QUE IMPORTAM SÃO OS TÍTULOS!

TROFÉU GUARÁ é bom, BOLA DE PRATA é melhor, MAS O QUE IMPORTAM SÃO OS TÍTULOS! - FOTO: TIME DOS SONHOS DO CRUZEIRENSE. / Revista Placar

Vi nas últimas horas vários torcedores do Cruzeiro chateados com a imprensa local pela escolha da “seleção guará”. Amigos, não há motivos para se “revoltar” com a seleção do Troféu Guará.

Avaliem com os números e vão entender que ela existe há algumas décadas, mas é só uma premiação TERCIÁRIA, o que realmente importa para a história de um clube são os títulos.

Cruzeiro e a a Reformulação da Reformulação - Cruzeiro Esporte Clube

Alexandre Mattos coloca o Cruzeiro no rumo certo

Somos uma torcida das mais críticas, daquelas chatas mesmo, que pegam no pé de dirigentes e não se contentam com o pouco que eles às vezes fazem. Afinal, ao longo da história estivemos acostumados a glórias, títulos, bons jogadores. Entretanto, é necessário saber reconhecer quando algo de positivo está sendo feito. Mais do que isso; quando algo de positivo ao Cruzeiro, embasado em trabalho firme, começa a entrar nos eixos.

A importância de um banco de reservas

Que os onze titulares são os principais jogadores de uma equipe não é segredo para ninguém, mas a qualidade dos reservas é algo fundamental para um time que luta para conquistar títulos. No Cruzeiro, o banco de reserva é limitado, mas ao mesmo tempo possui grandes peças

Tríplice Coroa

Tríplice Coroa do Cruzeiro

A China Azul estava em êxtase graças às últimas conquistas do seu time. Em 1996, após a final contra o Palmeiras, pela Copa do Brasil, a torcida recebeu os vencedores, que voltavam da capital paulista, em numero recorde nas ruas da cidade. O carro de bombeiros que levava os jogadores bicampeões estava rodeado por mais

Continue Reading →

Cruzeiro o Campeão da Década

A torcida celeste voltou a comemorar títulos na década de 90. E foram muitos: duas Supercopas, duas Copas do Brasil, uma Libertadores, uma Recopa, uma Copa Ouro, uma Copa Master, uma Copa Centro-Oeste, duas Copas dos Campeões Mineiros e seis Campeonatos Estaduais. Sem falar em outros títulos de menor expressão, como o Troféu Wilson Piazza

Continue Reading →

Cruzeiro e a Década Perdida

O segundo período de crise financeira do Cruzeiro foi entre os anos de 1981 a 1986. A era foi chamada de “Era Bendelack – Tobí”, devido à contratação, em 1982, desses dois jogadores, o primeiro era um lateral direito, o segundo um armador. Isso não quer dizer que os dois foram responsáveis pelo período de

Continue Reading →

Cruzeiro e a Conquista da América

Evaldo, atacante do timaço da década de sessenta, declarou que até os treinos da Raposa lotavam naquela época. “Um simples rachão era motivo para a torcida lotar o centro de treinamento”, declarou ao diário Lance. E tamanha euforia não era para menos, o time vinha jogando cada vez melhor e a hegemonia no futebol mineiro

Continue Reading →