Teoria da evolução (Cruzeiro 2 x 1 Vila Nova – Campeonato Mineiro 1ª rodada)

Salve, guerreiros! “Que comecem os jogos!” Iniciamos o “Ruralzão” dois mil e dezessete de forma esperada. Uma vitória sobre o Vila Nova em casa, e sem ajuda do homem de amarelo. O Cruzeiro larga bem esse ano e algumas questões precisam ser consideradas. O triunfo não foi fácil, mas, não devemos ter receio exacerbado, pois,

Continue Reading →

Assim não, Romero (Cruzeiro 2 x 2 Santos – Campeonato Brasileiro 36ª rodada)

Salve, guerreiros! Empate com um gosto estranho neste domingo no Mineirão. Estranho porque poderíamos ter tido melhor sorte e somar três pontos mantendo viva a esperança de classificação para a próxima Libertadores, apesar de, insisto em dizer que este colunista não alimentava esse sentimento, e aparentemente, tinha razão. Curiosamente, erros da arbitragem ocorreram para os

Continue Reading →

Ano novo, velho amadorismo

Estou cansado de lero-lero

  Salve, Salve Guerreiros! O ano de 2016 está praticamente encerrado para o torcedor cruzeirense, mas não para o Cruzeiro, que ainda pode beliscar uma vaga na Copa Sul-Americana de 2017 e uma premiação melhor no brasileiro. Nem falarei sobre as desprezíveis possibilidades de ir a próxima Libertadores. E analisando a trajetória, constatamos que esses

Continue Reading →

Dicionário (Cruzeiro 0 x 2 Grêmio – Copa do Brasil semifinal)

Salve, guerreiros! Vergonha: Sentimento penoso por se ter cometido alguma falta ou pelo temor da desonra: corar de vergonha. Humilhação: Ação pela qual alguém humilha ou é humilhado; Afronta: receber uma humilhação. Abatimento, submissão. Vexame: Ação ou efeito de vexar; humilhação ou vergonha. O que tem capacidade de vexar; aquilo que envergonha ou humilha. O que pode

Continue Reading →

O Globo da Morte

Salve, salve guerreiros. Escrevo este texto em observação e analogia ao Globo da Morte, atração circense em que alguns motoqueiros (loucos da cabeça) ficam girando com suas potentes maquinas dentro de uma esfera de aço. Como é de se esperar, se colocam invariáveis vezes de cabeça para baixo, passando a milímetros uns dos outros, arriscando a vida para

Continue Reading →

Vai brincando, vai! (Cruzeiro 0 x 0 Chapecoense – Campeonato Brasileiro 31ª rodada)

Salve, guerreiros! Empate com muito sabor de derrota neste domingo no Mineirão. Resultado que contribui para os números negativos do Cruzeiro em seu estádio nesse campeonato de dois mil e dezesseis, ao contrário do amplo domínio obtido no biênio treze/quatorze quando sagrou-se bi-campeão. Pênalti perdido, bola na trave e uma partida muito segura da zaga

Continue Reading →