Obrigado, Hudson. Bem-vindo, Fred!

Final de ano é época de muitas especulações. O momento atual não está muito propício para grandes negociações, tendo em vista a situação financeira complicada na maioria dos grandes clubes brasileiros. O Cruzeiro, que viu sua dívida crescer consideravelmente nos últimos anos, aposta em jogadores em fim de contrato para se reforçar, e em investidores

Continue Reading →

Isso cê num conta…

A maldição do Ginásio do Horto parece ter ido para o espaço de vez. Terceira vitória celeste consecutiva em clássicos contra o Atlético-MG no estádio do América, novamente em um triunfo incontestável. E alguns indicadores mostram que o placar poderia ter sido ainda mais elástico e obtido com menos sofrimento, caso a arbitragem tivesse atuado

Continue Reading →

Precisamos falar sobre Fred

Que ele não é ídolo do clube muitos já disseram, que é profissional e vai para onde fizerem a melhor proposta todo mundo sabe, que não estamos aqui para falar do Atlético-MG é uma obviedade que todos também conhecem. Mas a transação do atacante Fred, do Fluminense para o nosso maior rival local, precisa sim

Continue Reading →

Um dilema chamado Fred

Desde que Frederico Chaves Guedes deixou o Cruzeiro rumo ao Lyon, em agosto de 2005, seu retorno é especulado e aguardado por grande parte da torcida. De fato, sua passagem pelo clube foi rápida, mas muito marcante. Se pesa negativamente não ter conquistado nenhum título, nem mesmo o Mineiro (perdido em decisão contra o Ipatinga), os seus números

Continue Reading →

Por um futuro cada vez mais Azul

Por um futuro cada vez mais Azul - Cruzeiro Esporte Clube

Muito se especula sobre a possibilidade de contratação de jogadores consagrados para a disputa da próxima Taça Libertadores, onde o Cruzeiro entra de cara com o estigma de favorito. O título brasileiro incontestável, vencendo tudo e todos, com mais de uma dezena de pontos de vantagem sobre o segundo colocado não deixa muitas margens. Somos o melhor do Brasil com sobras. Falta agora reconquistar a América, colocar a terceira taça continental na nossa estante, essa mesma que nos fugiu a quase 5 anos atrás. A hora é agora.