Aristizábal e a quase demissão do Cruzeiro

Aristizábal e a quase demissão do Cruzeiro

Aristizábal foi contratado pelo Cruzeiro em 15 de janeiro de 2003, 13 dias depois de o Atlético confirmar interesse no jogador. Mais rápido, Zezé Perrella foi atrás do jogador, acertou salário e tempo de contrato e confirmou o nome como o segundo reforço do ataque para a temporada. Mota havia sido o primeiro. Luxemburgo, que nunca

Continue Reading →

A memorável conquista da Copa do Brasil 2003: Segunda partida da final

A memorável conquista da Copa do Brasil 2003: Segunda partida da final

Salve Guerreiros! Continuando o rememorar da final da Copa do Brasil de 2003 vamos começar pelos dias que separaram os jogos. São tantas histórias boas que nem sei se poderei aproveitar todas elas!

Como deixar de fora o fato da torcida Rubro-negra comemorar o fato de termos perdido nossa zaga titular como se isso lhes garantisse a vitória. Como não se lembrar das asneiras que disse o capetinha Edilson como se o Mineirão e sua imensa torcida azul não fossem fazer a diferença.

2014: Apenas o necessário

2014: Apenas o necessário - Cruzeiro Esporte Clube

Qual time é melhor? Será o de 2003 ou o de 2013? Será o time Campeão Mineiro, da Copa do Brasil e do Campeonato Brasileiro ou o time regular que venceu com facilidade a liga do país, ainda que não tenha se dado bem nos demais campeonatos? Qual time é o melhor? O comandado pelo craque, injustiçado e tarimbado Alex ou o time que tem o jovem Everton Ribeiro como cérebro? Será melhor o time montado recentemente por Marcelo Oliveira, que em poucos meses conseguiu chegar a um nível impressionante ou aquele time que encantou, depois de ter sido montado por Luxa, um ano antes?

Líder, mas trabalhar é preciso - Cruzeiro Esporte Clube - Fotos: Ulisses Job / Agência Lance

Líder, mas trabalhar é preciso

O Cruzeiro alcançou a liderança. Não sem antes complicar um jogo que tinha nas mãos e que teve a chance de matar em duas ou três oportunidades claras. Ontem, contra o Criciúma, o final foi feliz, mas o time celeste, neste campeonato, já provou o sabor de jogar melhor, atacar mais e não vencer. Afinal,

Continue Reading →

Líder, mas trabalhar é preciso - Cruzeiro Esporte Clube - Fotos: Ulisses Job / Agência Lance

Líder, mas trabalhar é preciso

O Cruzeiro alcançou a liderança. Não sem antes complicar um jogo que tinha nas mãos e que teve a chance de matar em duas ou três oportunidades claras. Ontem, contra o Criciúma, o final foi feliz, mas o time celeste, neste campeonato, já provou o sabor de jogar melhor, atacar mais e não vencer. Afinal,

Continue Reading →