Raposinha nas Quartas da Copinha

O Cruzeiro busca seu segundo título na competição e acompanhar os meninos da base pode render bons frutos para o Cruzeiro. Todo mundo que me conhece sabe que eu sou fã de Guilherme (ex-Cruzeiro, atual CSKA).

Defendi com unhas e dentes até quando tive argumentos bons para defendê-lo e, por mais que a fase tenha sido ruim na época de sua saída, continuo acompanhando Guilherme, como todo bom fã.

Enfim, não estou aqui para discutir se Guilherme é/foi um bom jogador, se tem ou não futuro, etc. Comecei falando dele porque foi em 2007 que eu comecei a acompanhar a Copa São Paulo de futebol Junior. Mesmo ano em que o Cruzeiro se sagrou campeão da competição e revelou Guilherme para o time profissional.

Revelar jogadores para o time profissional é uma tarefa que só pode ser realizada se o time e seus torcedores souberem valorizar os meninos da base. O colunista Mericks Mendes já citou em um de seus textos que um dos maiores problemas que o jogador do time júnior sofre ao entrar para o time profissional é a pressão, que ele desconhecia. Isso é ocasionado pela falta de costume do jogador a se relacionar com grandes públicos e grandes cobranças. Acredito que a Copinha é uma boa chance, não só para os jovens jogadores, mas também para a torcida – guardadas as devidas proporções.

Vivemos sonhando com grandes nomes de outros times, mas quem sabe, por sorte, um bom nome não está bem aqui, na categoria de base? A turma depois da de Guilherme não conseguiu atingir o sucesso na Copa SP (2008,2009). Ainda assim, conhecemos alguns jogadores da base e sabemos que alguns deles têm boa técnica, bom futuro e que, talvez, possam ser aproveitados mais a frente. [Bernardo, Dudu, Eliandro, Rafael, Uchoa, Sebá]

Sempre fui a favor da valorização do ‘prata da casa’. A Raposinha conquistou no último domingo a vaga para as quartas de final da edição de 2010, quando enfrentará o São Paulo (a data ainda não foi definida). Não temos um time excelente, isso é bem visível. Mas os meninos seguem invictos na competição e, para dar continuidade à safra (rs) o goleiro Gabriel que vem fazendo importantes defesas. Além dele, o time conta com alguns destaques individuais, como Sebá. Espero que esses destaques sejam capazes de compor um grupo coeso e mais firme, para a partida contra o SP.

Vamos seguir torcendo para que o Cruzeiro consiga se sagrar campeão dessa edição da Copinha e para que os meninos aproveitem bem a chance de mostrar para todos nós o talento que possuem para que assim, quem sabe, ganhem vaga no time titular e o respeito da torcida.

Sorte!