Puskas que pariu! (Cruzeiro 1 x 0 América MG – Campeonato Mineiro 5ª rodada)

Salve, guerreiros!

Vitória e liderança isolada no Campeonato Mineiro, o que é sempre de se esperar em se tratando de Cruzeiro. Mas, este colunista não sabe sobre que assunto focar na analise de hoje, confesso. Foram tantos fatos sensacionais neste domingo que não sei nem por onde começar. Vou aproveitar a introdução para exaltar o que está fazendo A Torcida de Minas Gerais. Cento e vinte mil é o público do Cruzeiro no estadual, estadual eu disse. Isso se considerarmos os dias e horários bem ruins que a Federação nos colocou esse ano, mas, vamos manter o clima elevado por aqui e falar só de coisa boa. A festa dos mais de cinquenta mil na partida de ontem foi de impressionar. A imprensa de fora do estado está toda exaltando o que faz o cruzeirense. Vou me furtar de falar da imprensa de bairro, afinal, continuamos no auto astral por aqui.

O jogo

Um jogo de futebol para poucos que apreciam plano tático, marcação, alternância de jogadas. Cruzeiro e América protagonizaram uma aula de futebol nesta tarde de domingo. A Raposa empurrada pela torcida deu o tom da festa e buscou a vitória desde o primeiro minuto. O Coelho, por sua vez, limitou-se a defender no início mas, o fazia com extrema eficiência. Como consequência disso, o Cruzeiro foi quem teve as melhores oportunidades. Além das boas chances, a Raposa fez um jogo defensivo muito sólido, e Fábio só foi exigido em finalizações de longa distância.

Primeiro Tempo

Como dissemos acima, a Raposa triturou o América no primeiro tempo. Foram várias chances celestes e Fábio praticamente nem suou. O inspirado goleiro João Ricardo, que sempre atua bem quando enfrenta o time estrelado, fechou nesta etapa o gol americano. Rafinha foi quem teve a chance mais clara, mas, João Ricardo foi muito preciso no corte ao enfrentar o artilheiro da competição cara a cara. Os setores do Cruzeiro funcionavam tanto pelo meio como pelas laterais. Parece que Egídio está disposto a deixar para traz a alcunha de “avenida”, entretanto, ainda esta deixando a desejar nos cruzamentos. Sem Thiago Neves, De Arrascaeta assumiu o protagonismo, e parecia onipresente em campo. Pela esquerda, pela direita, pelo meio, o uruguaio deixou tonta a defesa americana. O destaque foi realmente João Ricardo que impediu a Raposa de sair no primeiro tempo já em vantagem.

Segundo Tempo

Essa etapa da partida foi mais aguda um pouco, apesar do jogo tático ainda haver prevalecido. A Raposa continuou dominando, mas, ao contrário do primeiro tempo, o América, além de alguns contra-ataques, ameaçou em bolas de fora da área e cobrança de escanteios. A defesa do Cruzeiro seguiu sólida ganhando todas por cima. Vem então a pintura, a diferença do craque, deveria ganhar uma placa. O gol de De Arrascaeta foi uma obra de arte em todos os sentidos, desde o passe certeiro de Robinho, ao cruzamento com precisão milimétrica de Edilson, até o arremate magistral de Giorgian De Arrascaeta, exatamente no “aniversário” de sua contratação. É para fechar com chave de ouro nosso domingão celeste. Com um gol como esse, esse jogo não podia ter outro tento além desse.

Não sei se os amigos leitores notaram, mas, ainda não começamos a eleger nossos tradicionais Guerreiro de ouro e de lata para o melhor e o pior da partida. Não o fiz ainda, por ser início de temporada e o trabalho estar ainda encaixando e vários atletas estarem ainda longe da forma física ideal. Entretanto, vou dedicar nosso Guerreiro de ouro de hoje a De Arrascaeta. Esse gol ficará marcado na memória dos torcedores celestes por bastante tempo. Obrigado, Giorgian!

FICHA TÉCNICA 
CRUZEIRO 1 X 0 AMÉRICA-MG

Local : Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data-Hora : 4/02/2018 – 17h
Árbitro : Wanderson Alves de Souza
Assistentes : Guilherme Dias Camilo e Felipe Alan Costa de Oliveira.
Renda/Público : R$608.231,00 / 50.794
Cartões amarelos : Giovanni (América), Edílson, Egídio (Cruzeiro)
Gol : Arrascaeta 24′ 2 T

Cruzeiro : Fábio; Edílson, Léo, Murilo e Egídio; Henrique, Ariel Cabral, Arrascaeta (Bruno Silva), Robinho (Mancuello) e Rafinha (Rafael Sóbis);Fred. Técnico: Mano Menezes

América-MG : João Ricardo; Norberto, Messias, Rafael Lima e Giovanni; Zé Ricardo (Christian Sávio), Matheus Sales (David) e Renan Oliveira (Serginho); Aylon, Rafael Moura e Luan. Técnico: Enderson Moreira

Incomum é o Cruzeiro jogar na sexta-feira, mas, em função do carnaval no próximo fim de semana, isso vai acontecer. O adversário da vez será o Democrata em Governador Valadares. Até lá, China Azul!

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr