09 mar Preocupação excessiva?


 

Salve nação celeste invicta em 2009! Confesso que ao final da partida contra o Tupi eu fiquei preocupado. Fiquei imaginando que, desde a partida contra o Estudiantes, o Cruzeiro não joga bem. Mesmo vencendo, como no caso da partida contra o Universitário Sucre, o Cruzeiro não tem sabido matar as partidas.  A meu ver, o time tem acreditado que o gol saíra a qualquer momento, o que nem sempre acontece, como vimos hoje.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

 

De cabeça fria, no entanto, comecei a me perguntar se não era preocupação exagerada da minha parte e concluí que de fato era. Embora o Cruzeiro não venha jogando bem, o time está longe de jogar mal. O time tem se defendido com muita garra e determinação o que tem resultado em um amplo domínio sobre os adversários, como aconteceu hoje também. Só que, combinado a este domínio, está uma displicência no ataque, já explicada no primeiro parágrafo. Uma hora ou outra o time que tinha feito gol em todas as partidas no ano passaria em branco. E esse dia chegou. E como disse o Adílson, nem sempre o Cruzeiro jogará bem.

 

No final das contas achei que o resultado de hoje foi uma mistura de excesso de confiança e de azar (como no lance das duas traves do Wellington Paulista), com a retranca bem montada do Tupi e a lesão de Fernandinho que atrapalhou o arranjo tático da equipe. Mais uma vez o Cruzeiro foi melhor do que o adversário e, se não venceu, passou longe de deixar o campo derrotado. Acho que a partida acabou deixando uma lição. Não dá pra pensar que o domínio da partida sempre resulta em vitória. Uma vitória é construída com gols e é necessário eficiência na frente do gol adversário. Hoje, por exemplo, o Democrata jogou melhor que o Atlético, mas enquanto cansou de perder gols, a equipe de Governador Valadares viu o Atlético marcar as únicas chances que teve na partida.

 

Apesar do pequeno tropeço, seguimos firmes na nossa caminhada rumo às conquistas nesta temporada e sem derrotas no ano. Que o time aproveite a semana de treinamento, após a maratona de jogos que passamos nas últimas semanas que também prejudicou bastante hoje, para ficar na ponta dos cascos e descontar o tropeço em cima do Coelho, pois ganhar do América e ver o Toledinho do Alterosa Esporte chorar sempre é bom. E fica a torcida para que a lesão do Fernandinho não seja grave, pois o Sorín ainda não está 100% e não dá para ficar improvisando na posição como aconteceu com o Wágner hoje.


Deixe seu comentário, curta e compartilhe