23 fev Pré-jogo: Sergipe x Cruzeiro (É para valer)


O Cruzeiro: faz nesta quarta-feira a sua estreia na Copa do Brasil e a torcida encara a partida como o jogo mais importante da temporada até aqui.

É esta, inclusive, a expectativa sobre a postura do grupo celeste com o duelo, uma vez que o Campeonato Mineiro tem sido interpretado também como um laboratório para as definições da equipe do treinador Paulo Pezzolano.

Em Aracaju, no entanto, o comandante uruguaio terá a missão de mandar a campo o time mais próximo do que ele considerar ideal. No ataque, a dupla formada por Waguininho e Edu provavelmente terá mais uma chance de afinar a sua sintonia.

O Sergipe: tem feito uma campanha frágil na Copa do Nordeste mostrando dificuldade de competir com equipes das primeiras divisões nacionais.

Com um empate e quatro derrotas no torneio regional, o Diabo Rubro também apresenta um desempenho irregular no campeonato estadual, mas preserva os principais jogadores em alguns duelos e está no grupo de virtuais classificados às semifinais. Nesta quarta, contudo, o interesse se volta para a Copa do Brasil e a possibilidade financeira e esportiva do torneio.

Sob o comando do português Daniel Neri, o alvirrubro sergipano tem o meia Kaio Wilker, com passagem pelas categorias de base da Toca da Raposa, como um dos destaques.

Sergipe: João Gabriel; Márcio Lima, Lazarini, Wendel Iomar e Gilmar; Mateus Silva, Aragão, Kaio Wilker (Elivelton) e Doda; Kaio Felipe e Hiago. Téc: Daniel Neri.

Cruzeiro: Rafael Cabral; Rômulo, Mateus Silva (Eduardo Brock), Oliveira e Matheus Bidu; Willian Oliveira, Filipe Machado (Pedro Castro) e João Paulo; Giovanni, Waguininho e Edu. Téc: Paulo Pezzolano.

Horário e Local: Lourival Baptista, Aracaju (SE). Quarta-feira, 23 de Fevereiro de 2022 às 21:30.

Motivo: 1ª fase da Copa do Brasil.

Arbitragem: Douglas Schwengber da Silva (RS), auxiliado por Leirson Peng Martins (RS) e Lucio Beiersdorf Flor (RS)

Transmissão: Amazon.

Retrospecto: Cruzeiro e Sergipe encontram-se pela segunda vez na história da Copa do Brasil e o retrospecto celeste em Aracaju é positivo para a Raposa.

No confronto pela primeira fase na edição de 2005, o time celeste venceu o alvirrubro por 1×0 na capital sergipana, gol de Marcelo Batatais.

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe