Pré-jogo: Sada Cruzeiro x João Pessoa Espectros (Caça-fantasmas)

Em um ano repleto de novidades, as Cinco Estrelas se movimentaram muito neste 2017. No futebol, centro e prioridade do clube, a Copa do Brasil; na base, o Brasileirão e a Supercopa sub-20. No vôlei, mais glórias, imparável e imbatível. Na política, as loucuras e a incógnita.

Mas alheio a isso tudo, uma bola diferente se aproximou do manto estrelado. Desde o início do ano o Cruzeiro firmou parceria com o Eagles Futebol Americano, que utilizou o Get de Getsêmani (Igreja Batista) e depois o BH (dos Supermercados). Surgiu então o Sada Cruzeiro Futebol Americano, tendo como principal apoiador o mesmo Sada de sucesso no voleibol.
De lá, o título estadual, a boa campanha no Brasileiro e quando chega neste domingo… a final Nacional. A equipe, invicta, terá o que sem dúvida é seu maior desafio: enfrentar o João Pessoa Espectros valendo o título de melhor equipe de futebol americano do país.
O esporte é desconhecido para muitos, outros sequer conhecem o que nós aficionados chamamos de “FABr”, ou seja, Futebol Americano do Brasil. Sim, temos a modalidade no Brasil, com boas equipes, bons torneios e bons atletas. Temos até uma seleção, que jogará no Mineirão dia 16/12, contra a Argentina.
E no centro desse FABr está o Cruzeiro, protagonista em qualquer esporte que decida jogar. Acredito que se o Cruzeiro criar uma equipe de curling vai fazer sucesso. As Cinco Estrelas são fortes demais.
Para a partida de hoje, tudo pode acontecer. No BFA (Brasil Futebol Americano, o brasileirão da modalidade), temos 8 jogos e 8 vitórias. O adversário, em razão de conferência, tem um jogo e uma vitória a mais (9-0). Enquanto temos a melhor defesa, eles têm o melhor ataque.
Enquanto temos grandes atletas e o apoio da torcida no Independência, eles têm a experiência de outras três finais (e um título).
Será uma partida histórica, com certeza. Temos um torneio unificado de futebol americano, temos uma final com boa expectativa de público, temos uma marca extremamente forte, que é o Cruzeiro. Temos tudo para ganhar, e também tudo para perder. O que torna a partida excitante.
O duelo contra o Coritiba Crocodiles no Couto Pereira mostrou que nosso time tem sim fragilidades e pode ter dias ruins. Mas mostrou por outro lado a força e a frieza dos campeões.
A esperança está nas mãos do nosso quarto zagueiro (quarterback, vai!) Álvaro Fadini. Vai junto com Mega, Charlston, Médici, Gordo Taylor, Clinton Greenaway, e tantos outros.
Que a Onça permaneça em BH.
A Raposa, acostumada a ser destruidora de animais galináceos, seja também uma Caça-Fantasmas.
O GdG estará lá, acompanhando. Você de BH e região, compareça. Ainda há ingressos disponíveis pro jogão das 17h!
Toca o tema de Ghostbusters e bora pro jogo.
Aquele abraço,
Fellipe Fraga.

Por: @twitter.com/fragafellipe