11 ago Pré-jogo: Guarani x Cruzeiro (Para iniciar escalada na classificação)


O Cruzeiro: iniciou a Série B com seis pontos negativos e já pode, na segunda rodada, zerar a sua pontuação e deixar até alguns adversários para trás na classificação.

Para isso será necessário vencer o Guarani em Campinas, um dos rivais que já ficaria para trás, e manter os 100% de aproveitamento na classificação. E mesmo que a combinação de resultados ainda não permita ao time celeste deixar a zona de rebaixamento, iniciar a competição com duas vitórias ampliaria a confiança da equipe e seria uma boa demonstração de força na briga pelo acesso.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Satisfeito com o desempenho no triunfo contra o Botafogo de São Paulo, Enderson Moreira deve repetir a formação titular com apenas uma modificação. Welinton e Claudinho disputam a posição de Stênio, que sofreu uma lesão no ombro esquerdo durante o último duelo.

O Guarani: começou a competição com o pé-esquerdo e uma derrota para o CSA desfalcado de nove atletas que haviam testado positivo para a Covid-19 antes da partida.

No retorno ao futebol a partir de julho, os resultados bugrinos tem deixado a torcida preocupada e o clube foi derrotado nas quatro partidas que fez contra clubes da Série A e/ou B. E a necessidade de subir o nível de competitividade e melhorar os resultados já pressiona a equipe.

Comandados por Thiago Carpini, os campineiros tem no talento do meia Lucas Crispim o repertório que gera mais expectativa para se impor sobre o Cruzeiro na busca pela vitória.

Guarani: Jefferson Paulino; Pablo, Wálber, Bruno Silva e Bidu; Deivid, Arthur Rezende e Lucas Crispim; Júnior Todinho, Bruno Sávio e Waguininho. Téc: Thiago Carpini.

Cruzeiro: Fábio; Cáceres, Cacá, Leo e Giovanni; Jadsom, Ariel Cabral, Maurício, Régis e Welinton (Claudinho); Marcelo Moreno. Téc: Enderson Moreira.

Horário e Local: Brinco de Ouro, Campinas (SP). Terça-feira, 11 de Agosto de 2020 às 20:30.

Motivo: 2ª rodada do Campeonato Brasileiro Série B.

Arbitragem: Ivan da Silva Guimarães Júnior (AM) auxiliado por Uésclei Regison Pereira dos Santos e Dimmi Yuri das Chagas Cardoso (AM).

Transmissão: PFC.

Retrospecto: Vencer o Guarani em Campinas nunca foi tarefa fácil e a Raposa terá que superar o retrospecto negativo no confronto para conquistar o triunfo.

Em 14 encontros o time celeste venceu apenas 2 vezes, empatou outras 4 e sofreu 8 derrotas. Nos gols marcados, 9 para a Raposa e 20 para o Bugre.

Por: João Henrique Castro

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe