Pré-jogo: Fluminense X Cruzeiro (Sair do sufoco)

O Cruzeiro: definitivamente não engrena no Campeonato Brasileiro. Ameaçado pela zona de rebaixamento, o time celeste entrará em campo na 16ª colocação e, caso não vença, dependerá de uma combinação de resultados para não entrar no Z-4.

Com uma extensa lista de desfalques, a Raposa mais uma vez não poderá repetir uma escalação. Mas desta vez as razões não são todas negativas.

No ataque, Paulo Bento promoverá a estreia do argentino Ramon Ábila, nova esperança de gols da torcida cinco estrelas. A ausência de De Arrascaeta, suspenso, será a baixa mais relevante da vez.

O Fluminense: faz um campeonato de altos e baixos, mas a sequência recente deixa a torcida tricolor com o cabelo em pé.

Nas últimas cinco partidas do Brasileirão, apenas uma vitória. E na Copa do Brasil, um empate contra o modesto Ypiranga do Rio Grande do Sul no jogo de ida em duelo com mando de campo carioca.

Pressionado, Levir Culpi já, inclusive, ameaçou deixar o cargo. Com desfalques importantes, como Gustavo Scarpa e Wellington Silva, o Fluminense conta com a experiência de Cícero para municiar a jovem dupla de ataque formada por Samuel e Richarlison.

Fluminense: Diego Cavalieri; Jonathan, Gum, Henrique e William Matheus; Douglas, Cícero, Marcos Junior e Maranhão; Samuel e Richarlison. Téc: Levir Culpi.

Cruzeiro: Fábio; Lucas, Bruno Rodrigo, Bruno Viana e Edimar (Bryan); Henrique, Ariel Cabral e Bruno Ramires; Willian, Rafael Sobis  e Ramon Ábila. Téc: Paulo Bento.

Horário e Local: Edson Passos, Rio de Janeiro (RJ). Domingo, 17 de Julho de 2016 às 16:00.

Motivo: 15ª rodada do Campeonato Brasileiro 2016 .

Arbitragem: Wilton Pereira Sampaio (GO), auxiliado por Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Boschilia (PR)

Transmissão: PFC e Globo RJ, RS, MG (menos Uberaba), ES, AL, PB, PI, PA (Santarém), AM, RO, AC, RR e DF. O Guerreiro dos Gramados acompanha a partida em tempo real em seu canal oficial no Facebook, além do twitter @GdosGramados.

Retrospecto: Cruzeiro e Fluminense já se enfrentaram em Edson Passos pelo Campeonato Brasileiro. E foi em um ano de conquistas da Raposa.

Na campanha do título de 2003, as duas equipes ficaram no empate por 2×2 no estádio. Aristizábal e Mota marcaram para o time celeste.