07 mar Pré-jogo: Cruzeiro X Tupi (Hora de bater no outro galo)


Salve nação celeste invicta em 2009! Nosso próximo adversário no Campeonato Mineiro é alvinegro, tem um galo como mascote, terminou a primeira fase do Estadual do ano passado em 2º lugar atrás só do Cruzeiro , após ter perdido para o time azul por 2 a 1 com um gol de Marcelo Moreno aos 40 minutos do 2º tempo, o que mostrou que o time era um adversário duro de ser batido.   No entanto, no 2º semestre não foi bem no Campeonato Nacional. Este ano, enquanto estamos na Libertadores e já classificados para a próxima fase do Mineiro, nosso adversário representa o estado de Minas Gerais na Copa do Brasil.

Muitos podem ler o parágrafo acima e achar que falo do Atlético-MG, afinal as características apontadas acima descrevem o nosso rival (com exceção do 2º lugar do Mineiro no ano passado. O Atlético, na primeira fase, foi 3º e da dificuldade que o Cruzeiro encontrou para derrotar as equipes, já que enquanto o Tupi cedeu a derrota nos minutos finais, o Atlético tomou de 5 a 0 na primeira partida da final). Com tantas semelhanças com o galinho de BH, o galo de Juiz de Fora tem tudo para ser a próxima vítima do Cruzeiro no Campeonato Mineiro, competição em que o nosso único objetivo imediato é assegurar a liderança.

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Como a Libertadores dará uma folga para nosso time agora, os próximos dois compromissos do Cruzeiro serão pelo Campeonato Mineiro neste final de semana e, contra o América, no próximo. A folga da Libertadores pode implicar em um Cruzeiro com força máxima (ou quase, já que Ramires deve começar no banco) no Campeonato Mineiro para garantir logo o primeiro lugar, de preferência antes do confronto no Mineirão contra o Sucre. Acontecendo assim, teremos ainda duas rodadas no estadual antes do fim da primeira fase onde poderemos fazer testes à vontade e até testar alguns juniores. (Será que o Adílson concorda?).

Mas como o próximo jogo é contra o Tupi, chegou a hora de falarmos um pouco sobre o adversário. A equipe de Juiz de Fora, que conta com um forte apoio da imprensa local (quem mora na Zona da Mata e assiste a Globo daqui sabe do que eu estou falando) vem se consolidando como força do interior e fazendo boas campanhas no Campeonato Estadual como a do ano passado em que a equipe terminou a competição na 3ª colocação e como Campeã do Interior. Neste ano, no entanto, as coisas não andam tão bem para o Tupi.

Nesta semana, o galo carijó foi eliminado da Copa do Brasil pelo Criciúma com uma derrota por 3 a 0 em Santa Catarina, após ter vencido os catarinenses por 2 a 0 em Juiz de Fora. No estadual, a marca do time é a irregularidade tendo conseguido empatar em casa com o Atlético em 2 a 2 após sair perdendo de 2 a 0, mas também ser goleado pelo Ituiutaba por 3 a 0 na Fazendinha. Esta irregularidade coloca o Tupi neste momento na 8ª colocação que, embora classifique a equipe para a próxima fase, praticamente empurra o seu ocupante para um confronto direto contra o Cruzeiro já nas quartas-de-final. Embora saiba que será um jogo difícil, principalmente pela dificuldade do Tupi de jogar fora de casa, o objetivo da equipe nesta reta final do Campeonato é, além de se classificar, subir algumas posições para melhorar sua situação para as próximas fases. Sendo assim, o Tupi tem consciência que um empate com o Cruzeiro no Mineirão já seria um grande resultado e apostaria todas as suas fichas em uma escalada na tabela nas últimas rodadas.

O grande destaque da equipe carijó é o atacante Ademílson, artilheiro da equipe na competição com apenas 2 gols. Sinceramente, acho que é pouco para parar um time que deve ir a campo com Fábio; Jonathan, Anderson, Thiago Heleno e Sorín; Henrique, Fabrício, Camilo e Wágner; Kléber e Wellington Paulista. Já o Tupi deve mandar ao gramado do Mineirão Gonçalves; Serginho, Reginaldo, Rodrigão e Michel; Marcel, Léo Salino, Robson e Daniel; Ademílson e Jonathan.

Que a China Azul compareça e empurre nosso esquadrão para mais uma vitória (a 13ª seguida em casa) são os votos desta coluna.

Curiosidade da partida: Cruzeiro e Tupi já se enfrentaram 38 vezes pelo Campeonato Mineiro. No total, o Cruzeiro venceu 27 jogos, empatou 10 e perdeu apenas 1, em Juiz de Fora, no dia 12 de julho de 1987 (eu nem tinha nascido), última vitória do Tupi sobre o Cruzeiro aliás. No Mineirão, a única vez que o Tupi conseguiu derrotar o Cruzeiro foi em 66, em um amistoso, por 2 a 1. Mesmo placar, só que invertido, do último confronto entre as equipes que ocorreu no Mineiro do ano passado, ano em que o Tupi terminou o campeonato em 3º lugar, sua melhor marca, com gols celestes marcados por Espinoza e Marcelo Moreno.

PS: Jonathan sentiu uma lesão muscular e ficou de fora da relação sendo substituído por Diego Renan. Thiago Heleno, fazendo reforço muscular, continuou de fora. Fábio e Camilo, cotados para serem titulares, também ficaram de fora. Sendo assim, a provável equipe desta partida sofreu algumas modificações e ficou assim: Andrey; Diego Renan, Anderson, Gustavo e Sorín; Fabrício, Marquinhos Paraná, Ramires (Bernardo) e Wágner; Kléber e Wellington Paulista.


Deixe seu comentário, curta e compartilhe