Pré-jogo: Cruzeiro x Ponte Preta (Ao que interessa)

O Cruzeiro: vive dias turbulentos após as eleições que levaram Wagner Pires à presidência do clube e ao início de um processo de desmanche da diretoria atual na sequência dos acontecimentos.

A situação preocupa o torcedor, mas o interesse no que ocorre dentro do campo volta neste sábado a mobilizar a torcida. Afinal de contas, vencer a Ponte Preta e assumir a quarta colocação do Brasileirão é um objetivo imediato a ser atingido pela equipe cinco estrelas.

Com nomes como Léo e Murilo poupados e Fábio e Mano Menezes liberados para assuntos pessoais, a Raposa terá como principal novidade o retorno de Manoel ao sistema defensivo, além do comando de Sidnei Lobo no banco de reservas.

A Ponte Preta: deixou a zona de rebaixamento após vencer o Flamengo na última segunda-feira e o objetivo agora passa a ser se distanciar do grupo dos últimos quatro colocados.

O triunfo, porém, interrompeu uma série de maus resultados da Macaca que não vive um bom momento na temporada. Devido a isso, o time titular tem sofrido mudanças e pode apresentar novidades.

Sob o comando de Eduardo Baptista, apenas o lateral-esquerdo Artur foi confirmado como titular. Nomes como Sheik e Lucca, no entanto, deverão ser os protagonistas da linha ofensiva alvinegra.

Cruzeiro:  Rafael; Ezequiel, Digão, Manoel e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson, Rafinha, Alisson e Thiago Neves; Rafael Sobis. Téc: Sidnei Lobo.

Ponte Preta: Aranha; Nino Paraíba, Marllon, Luan Peres e Artur; Fernando Bob, Jean Patrick e Wendel; Sheik, Danilo e Lucca. Téc: Eduardo Baptista.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Domingo, 07 de Outubro de 2017 às 16:00.

Motivo: 28ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem: Paulo Roberto Alves Junior (PR), auxiliado por Victor Hugo Imazu dos Santos (PR) e Rafael Trombeta (PR).

Transmissão: PFC. O Guerreiro dos Gramados acompanha a partida em tempo real em seu canal oficial no Facebook e, principalmente, no twitter @GdosGramados.

Retrospecto: Cruzeiro e Ponte Preta se enfrentaram 13 vezes com mando de campo celeste pelo Campeonato Brasileiro e a vantagem azul é confortável.

Foram 7 vitórias, 4 empates e 2 derrotas celestes no histórico de confrontos nestas condições. A Raposa marcou 33 gols e sofreu 12.