Pré-jogo: Cruzeiro x Flamengo (Pelo penta!)

O Cruzeiro: pode alcançar o pentacampeonato da Copa do Brasil nesta quarta-feira. Para isso, basta vencer o Flamengo no Mineirão ou triunfar nos pênaltis, caso haja empate no tempo normal.

O bom momento na temporada, a sequência de nove jogos de invencibilidade e a presença massiva da torcida cinco estrelas são fatores que motivam ainda mais para esta disputa, mas o baixo número de ausências também empolga a torcida cinco estrelas.

Alisson, recém-retornado do Departamento Médico, foi confirmado por Mano Menezes como titular. A expectativa, portanto, é que a equipe seja a mesma que iniciou a partida no duelo de ida no Maracanã.

O Flamengo: busca o tetracampeonato da Copa do Brasil e o desafio é não baixar a guarda após não conseguir vencer o duelo de ida em seus domínios.

O tempo de três semanas entre as partidas foi importante para que Reinaldo Rueda conhecesse um pouco melhor o grupo rubro-negro e também para algumas definições da equipe, que deverá ter mudanças em relação ao jogo de ida.

A principal novidade será o goleiro Alex Muralha, uma vez que o jovem Thiago está fora por lesão. A dúvida fica por conta de Everton que fará testes no vestiário para saber se terá condições de jogo.

Cruzeiro:  Fábio; Ezequiel, Leo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique e Hudson; Robinho, Thiago Neves e Alisson; Raniel. Téc: Mano Menezes.

Flamengo: Muralha; Pará, Rever, Juan e Rodinei; Cuellar, Willian Arão e Diego; Everton (Lucas Paquetá), Berrio e Guerrero. Téc: Reinaldo Rueda.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Quarta-feira, 27 de Setembro de 2017 às 21:45.

Motivo: Jogo de volta da Copa do Brasil.

Arbitragem: Luiz Flávio de Oliveira (SP), auxiliado por Marcelo Carvalho Van Gasse (SP) e Danilo Ricardo Simon Manis (SP).

Transmissão: Globo, Sportv e FoxSports. O Guerreiro dos Gramados acompanha a partida em tempo real em seu canal oficial no Facebook e, principalmente, no twitter @GdosGramados.

Retrospecto: Cruzeiro e Flamengo se enfrentaram 4 vezes no Mineirão pela Copa do Brasil e em apenas 1 ocasião o resultado garantiria o título aos rubro-negros.

As vitórias celestes em 2003 (3×1) e 2013 (2×1) deixariam a taça em Belo Horizonte, enquanto o empate em 0x0 de 1996 levaria o torneio para os pênaltis. Já a derrota cinco estrelas por 1×0 de 1995 faria o caneco migrar para o Rio de Janeiro.