Pré-jogo: Cruzeiro x Coritiba (Tem que vencer!)

O Cruzeiro: precisa recuperar terreno no Campeonato Brasileiro após uma desastrosa sequência de resultados que distanciaram a equipe dos primeiros colocados da competição.

Sem vencer nas últimas três rodadas, a Raposa planejou uma festa com lançamento de camisa nova, mas que não valerá de nada se os três pontos não forem conquistados no confronto contra o Coritiba.

Pressionado pelos resultados, Mano Menezes deve mandar a campo força máxima, mesmo com a proximidade do confronto contra o Palmeiras pela Copa do Brasil.

O Coritiba: é a sensação do campeonato fora do grupo dos doze principais clubes do país. Com uma campanha consistente em casa, o Coxa tem marcado presença constante no G-6 e sido uma ameaça real aos adversários.

A sequência recente alviverde, no entanto, computa quatro jogos sem vencer, mostrando que a equipe sentiu o calendário apertado das últimas semanas. E, assim como o Cruzeiro, precisa reagir.

Sem Alan Santos e Kléber, o técnico Pachequinho aposta na força da melhor defesa da competição para segurar a Raposa no Mineirão.

Cruzeiro: Fábio; Ezequiel, Leo, Kunty Caicedo e Diogo Barbosa; Lucas Romero (Henrique) e Ariel Cabral; Robinho, Thiago Neves e Alisson; Rafael Sobis.. Téc: Mano Menezes.

Coritiba: Wilson; Dodô (Leo), Werley, Márcio e William Matheus; Jonas, Matheus Galdezani e Tiago Real; Rildo, Henrique Almeida e Alecsandro (Iago). Técnico: Pachequinho.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Domingo, 25 de Junho de 2017 às 16:00.

Motivo: 10ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem: Marcelo Aparecido de Souza (SP), auxiliado por Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)

Transmissão: PFC. O Guerreiro dos Gramados acompanha a partida em tempo real em seu canal oficial no Facebook e, principalmente, no twitter @GdosGramados.

Retrospecto: Cruzeiro e Coritiba se enfrentaram 17 vezes em partidas pelo Campeonato Brasileiro com mando de campo cinco estrelas e a vantagem é azul.

Foram 9 vitórias celestes, 6 empates e e apenas 2 derrotas. A Raposa marcou 30 gols e sofreu 19.

Por: João Henrique Castro