09 fev Pré-jogo: Cruzeiro x América-MG (Afirmação)


O Cruzeiro: começou a temporada com duas vitórias e recebe o América-MG nesta quarta-feira em busca de sustentar o bom início e a liderança do Campeonato Mineiro.

Mesmo tendo uma atuação menos vistosa do que na estreia, a Raposa vem confiante após triunfar contra o Athletic e conta com o apoio da torcida no Mineirão para interromper a série recente de resultados ruins contra o Coelho.

Com Maicon e Pedro Castro recuperados da COVID-19, Paulo Pezzolano poderá promover duas estreias no duelo dando sequência aos testes para formatar um time titular.

O América-MG: iniciou o campeonato oscilando, mas após ser derrotado pela Caldense na estreia superou o Democrata de Governador Valadares e vai em busca de consolidar o seu lugar no G-4.

Preparando-se para um ano importante na história do clube, em que participará da Libertadores pela primeira vez em sua história, o Coelho prioriza a formação de um time-base e a escalação não deve apresentar grandes alterações.

Sob o comando de Marquinhos Santos, a equipe poderá ter a estreia de dois reforços contratados nesta janela: o zagueiro Germán Conti e o meia-atacante Índio Ramírez.

Cruzeiro: Rafael Cabral; Gabriel Dias, Maicon, Sidnei e Rafael Santos (Matheus Bidu); Filipe Machado (Adriano), Pedro Castro e João Paulo; Bruno José, Waguininho e Edu (Thiago). Téc: Paulo Pezzolano.

América-MG: Jori; Patric, Conti, Éder e Marlon; Lucas Kal (Zé Ricardo), Juninho e Alê; Índio Ramírez (Everaldo), Felipe Azevedo e Wellington Paulista. Téc: Marquinhos Santos.

Horário e Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Quarta-feira, 02 de Fevereiro de 2022 às 21:30.

Motivo: 3ª rodada do Campeonato Mineiro.

Arbitragem: Ricardo Marques Ribeiro auxiliado por Felipe Alan Costa de Oliveira e Marcyano da Silva Vicente.

Transmissão: O Tempo Sports.

Retrospecto: Cruzeiro e América-MG se enfrentaram 226 vezes pelo Campeonato Mineiro e a Raposa leva vantagem no confronto.

Foram 101 vitórias celestes, 67 empates e 58 derrotas. O time cinco estrelas marcou 376 gols e sofreu outros 278.

Por: João Henrique Castro

Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe