09 fev Pré-jogo: Caldense x Cruzeiro (Rápida reação)


O Cruzeiro: enfrenta a Caldense neste sábado pressionado pela necessidade de vencer para não correr o risco de ficar fora do grupo dos virtuais classificados à semifinal do Campeonato Mineiro.

Após a derrota para o América a Raposa encara a Veterana em Poços de Caldas, outra candidata à classificação, e os três pontos tornam-se cruciais para que a pressão não cresça logo no início da temporada.

Com Waguininho, expulso contra o Coelho, cumprindo suspensão, Pezzolano deve seguir promovendo mudanças na equipe aproveitando para refinar a sua avaliação do elenco cinco estrelas.

A Caldense: tem sido uma das principais forças do interior e uma pedra no sapato dos times da capital e nesta temporada já se coloca como um dos postulantes à classificação para a fase semifinal.

A derrota para o Tombense na última rodada, entretanto, ligou o alerta na equipe alviverde e o Periquito entrará em campo precisando demonstrar poder de reação para não perder espaço na classificação e se afastar do G-4.

Atuante no mercado paulista, a equipe treinada por Gian Rodrigues possui um time bastante reformulado. O destaque fica por conta do atacante Douglas Eskilo, artilheiro da Veterana na competição com dois gols.

Caldense: Renan Rinaldi; Yuri Ferraz, Jonathan, Lucas Mufalo e Michael; Guilherme Borges, Ikaro e Alemão; Douglas Eskilo, João Diogo e Neto Costa. Téc: Gian Rodrigues.

Cruzeiro: Rafael Cabral; Gabriel Dias (Geovane Jesus), Maicon, Mateus Silva (Oliveira) e Matheus Bidu; Filipe Machado (Adriano), Pedro Castro e João Paulo; Giovanni, Bruno José e Edu (Thiago). Téc: Paulo Pezzolano

Horário e Local: Ronaldão, Poços de Caldas (MG). Sábado, 05 de Fevereiro de 2022 às 16:30.

Motivo: 4ª rodada do Campeonato Mineiro de 2020.

Arbitragem: Felipe Fernandes de Lima, auxiliado por Celso Luiz da Silva e Fernanda Andrea Gomes Antunes

Transmissão: Sportv e PFC.

Retrospecto: Cruzeiro e Caldense se enfrentaram 76 vezes pelo Campeonato Mineiro e a vantagem é azul.

Foram 50 vitórias, 19 empates e 7 derrotas. A Raposa marcou 153 gols e sofreu 45.

Foto: Gustavo Aleixo/Cruzeiro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe