Pré-jogo: Botafogo x Cruzeiro (Fim de feira)

O Cruzeiro: encara o Botafogo no Engenhão neste domingo sem grandes objetivos no encerramento da temporada.

A disputa com o Flamengo pelo quinto lugar não parece ser o melhor motivador possível para um duelo, mas é fato que a Raposa resolveu mandar a campo as melhores peças que tem a disposição no elenco. Postura que demonstra a seriedade que o clube conduziu o Brasileirão, mesmo após o título da Copa do Brasil.

No banco, Mano Menezes terá duas novidades: Ariel Cabral retornando de lesão e o jovem lateral-direito Vitinho, aproveitando a brecha deixada pela cirurgia de Ezequiel.

O Botafogo: busca um feito inédito em sua história. Alcançar a Libertadores pelo segundo ano consecutivo. E para não depender de ninguém, precisa vencer a Raposa no Engenhão.

A lista de desfalques, porém, é bastante significativa. Destaques da equipe como Bruno Silva, Rodrigo Pimpão e João Paulo estão suspensos, além de Roger que está de partida para o Internacional e não atua mais pelos cariocas.

Neste cenário, o técnico Jair Ventura deve apostar alto no jovem Marcos Vinícius, ex-Cruzeiro, e no atacante Brenner para conquistar a vitória.

Botafogo: Gatito, Arnaldo, Carli, Igor, Victor Luis, Lindoso, Matheus, Marcos Vinicius, Valencia, Ezequiel e Brenner. Téc: Jair Ventura.

Cruzeiro: Rafael; Lennon, Leo, Digão e Bryan; Henrique, Lucas Romero (Lucas Silva), Rafinha, Thiago Neves e Alisson (Robinho); De Arrascaeta. Téc: Mano Menezes.

Horário e Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ). Domingo, 03 de Dezembro de 2017 às 17:00.

Motivo: 38ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Arbitragem: Leandro Bizzio Marinho (SP), auxiliado por Daniel Paulo Ziolli (SP) e Daniel Luís Marques (SP)

Transmissão: PFC e TV Globo para RJ, RS, SC, PR, ES, GO, TO, MS, MT, SE, AL, PE, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF. O Guerreiro dos Gramados acompanha a partida em tempo real em seu canal oficial no Facebook e, principalmente, no twitter @GdosGramados.

Retrospecto: Cruzeiro e Botafogo se enfrentaram 26 vezes em Campeonatos Brasileiros com mando de campo carioca e o retrospecto é favorável ao time alvinegro.

Foram 11 vitórias do Botafogo, 9 empates e 6 triunfos celestes. A Raposa marcou 29 gols e sofreu outros 36.

Por: João Henrique Castro