O rei está louco (Ponte Preta 1 x 0 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro 9ª rodada)

Salve, guerreiros! Passei a noite tentando imaginar qual seria o motivo, razão, circunstância que levaram Mano Menezes a escalar um time tão alternativo na noite desta quinta-feira em Campinas diante da Ponte Preta. A desculpa oficial seria o desgaste da partida da última segunda. Curiosamente, o Grêmio, nosso último adversário, protagonista junto com a Raposa

Continue Reading →

“A gente não sabemos o que a gente queremos” (Cruzeiro 3 x 3 Grêmio – Campeonato Brasileiro 8ª rodada)

Salve, guerreiros! Que dilema? Um time que joga mal e vence, ou, um time que joga bem e empata/perde? Esse é o novo drama do torcedor cruzeirense. Jogamos um futebol abaixo do histórico celeste no primeiro semestre de dois mil e dezessete. Tivemos nesse período a mais longa invencibilidade no ano, entretanto, não enfrentamos ninguém.

Continue Reading →

Meritocracia (Corinthians 1 x 0 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro 7ª rodada)

Salve, guerreiros! Palavra muito usada nas discussões sobre política ultimamente. Há aqueles que acreditam que podemos alcançar tudo através do próprio esforço e determinação em busca de seus objetivos. Na outra ponta, há os que acreditam que sem ajuda de alguns setores públicos, ou privados, o indivíduo não tem condições de atingir os alvos. Infelizmente,

Continue Reading →

Caindo pelas tabelas (Bahia 1 x 0 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro 5ª rodada)

Salve, guerreiros! Quem diria que o time que teria assumido a liderança com uma vitória domingo passado, estaria na décima posição desde esta quinta? Totalmente justificável com o futebol pífio que a Raposa anda apresentando. Mano e sua “jenialidade” de escalar Henrique na zaga é um dos diretamente responsáveis pelo revés diante do Bahia. Existem

Continue Reading →

Para burro só falta as penas! (Cruzeiro 0 x 2 Chapecoense – Campeonato Brasileiro 4ª rodada)

Salve, guerreiros! Quando criança, escutei a expressão que intitula a coluna desta segunda-feira pela primeira vez dita por meu pai. Questionei: mas pai, burro não tem pena! Ele riu e respondeu-me: “então já é um burro completo”. Assim estou enxergando Mano Menezes desde ontem após a derrota em casa para a Chapecoense. Vagner Mancini engoliu

Continue Reading →

Até quando? (Chapecoense 0 x 0 Cruzeiro – Copa do Brasil 8ª de final)

Salve, guerreiros! “Até quando?” Será um pergunta muito utilizada na coluna de hoje, amigos. Sei que receberei algumas críticas por não estar comemorando a vaga com a efusividade que deveria, mas, preocupa-me essas alternâncias excessivas pela qual passa o time do Cruzeiro treinado por Mano Menezes. Já escrevi há alguns anos aqui no pós-jogo sobre

Continue Reading →