Hora de um choque elétrico

Parabéns Cruzeiro

Oi meu amor! Chegamos aqui de novo, aquele momento em que o mundo comemora um novo ano e eu comemoro o seu novo ano. Chegar aqui não foi nem um pouco fácil, não é qualquer um que chega a sua idade impondo respeito e esbanjando tradição. Mas claro que você não é qualquer um. Você é o time que me escolheu pra te amar e seguir.

Olha, 96 anos não é uma marca fácil de se atingir. Você construiu sua estrada guiado por pés geniais, que ainda hoje se fazem presentes na sua história. Dentro da sua vida muitas outras vidas se formaram, muitos heróis e ídolos se fizeram grandes, para que você se tornasse indiscutivelmente o maior.

Ah Cruzeiro! Suas 5 estrelas representam tantas constelações… Tantas vidas que se fizeram aqui, tantas almas que tem em si a honra de te amar. Dentro dos seus 96 anos existem histórias que nem milênios seriam suficientes pra contar. Nem o melhor dos poetas, nem o mais sábio dos escritores, nem o mais talentoso dos músicos seria capaz de dizer o que é ser você, Cruzeiro. Talvez porque ser Cruzeiro esteja escrito em cada um de nós, que te amamos cada qual a sua forma. Ou ainda porque sua história passa pelos pés envergonhados daqueles que tentaram se opor a sua magnitude. Talvez seja porque ser Cruzeiro é uma daquelas coisas que a gente simplesmente sente e sabe. É mais que amor no fim das contas. É respeito, cuidado, carinho, é quase uma devoção.

Como diz a música: nós somos a festa. E você é o presente Cruzeiro. Presente, passado e futuro, unidos em um manto azul estrelado que conta mais da gente que a nossa própria história. E se aniversários são para comemorar novos ciclos, eu comemoro meu amor por você, que sempre cresce e nunca muda. Eu comemoro a certeza de que és um gigante. Comemoro a promessa de nunca te abandonar. Comemoro Cruzeiro, te comemoro e assim comemoro uma parte tão essencial de mim, que me diz todos os dias o que é ser um grande vencedor.

Parabéns Cruzeiro. E que venham novos combates, novas alegrias e talvez algumas tristezas. Que venham jogos e jogadores, camisas e patrocinadores, conquistas e vitórias. Que seja o que tiver de ser, que passe o que tiver que passar. Nós estaremos aqui Cruzeiro. Porque antes de qualquer coisa, nós somos Cruzeiro.

Por Naty Andrade

Foto: Washington Alves/Light Press/Cruzeiro