Para tudo! E começa de novo

Hoje, 25 de janeiro de 2011, e o que se vê repetir no Cruzeiro são os mesmos erros do último ano. Os dirigentes não reforçam o time, a horrorosa cor laranja continua no manto estrelado e o Cruzeiro estréia o ano, jogando onde não se devia.

Reforços ou engana bobo?

A diretoria do Cruzeiro deve pensar que a torcida é idiota ou então pensam que apenas eles entendem de futebol. Fico pensando às vezes, será que somos todos ignorantes ou será apenas a diretoria que não vê? Contratar Reis, Fabrício, Ortigoza e André Dias foi querer dar uma satisfação ao torcedor. Tomara que dêem certo, mas apostar em jogadores em uma fase que enfrentaremos Corinthians e Estudiantes, lutando por uma vaga é brincadeira.

Ao invés de contratar essa barca, preferia que dessem oportunidade para os garotos da base, mesmo tendo consciência que o torcedor é exigente e chato.

O BMG continua enganando

Em 2011, o patrocínio “Master” do Cruzeiro, continuará sujando a nossa camisa. Com um patrocínio que engana bobo e com uma cor ridícula, o banco do atleticano Ricardo Guimarães continua manchando nosso manto e enganando a diretoria cruzeirense.

A diretoria diz que esse “banco” investe o mesmo em Cruzeiro e Atlético-MG, mas acredita nisso quem quiser, o Cruzeiro é maior que o Atlético e tem um reconhecimento diferenciado em todo o mundo.

Jogar em Uberlândia

Sobre o Cruzeiro jogar em Uberlândia, sou totalmente contra. Em jogos pequenos o que vai acontecer é o que vimos no amistoso contra o time da cidade. Um público inferior ao jogo do America, em Varginha e que não está acostumado a pagar ingressos caros.

O que nos leva a pensar quando vemos a insistência de levar jogos para a cidade, é que a diretoria do Cruzeiro tem algum tipo de parceria, convênios ou qualquer coisa que seja com o prefeito ou alguém da região. Se o problema é esse sugiro que pelo menos tenha a inteligência de levar jogos estratégicos para a cidade, não ser suicida como fomos contra Corinthians, São Paulo e Flamengo. Se o torcedor da cidade gosta desses times, que vão para São Paulo ou Rio de Janeiro e deixem Minas para os mineiros.

Nada contra a maravilhosa Uberlândia, mas sim contra 30% de torcedores que veste a camisa desses times. Sugiro que os cruzeirenses a fazer como na Bahia, uma faixa com o seguinte dizer. “A vergonha da Bahia, eu sou baiano”.

Troféu Tele Santana

Não preciso falar muito sobre isso, o nosso companheiro Leonardo Moura em sua coluna disse tudo. E pergunto: Que troféu é esse que deixa o meia Gilberto de fora da panelinha de 2010 e coloca o fraco Renan Oliveira ao lado do argentino Montillo? Renan Oliveira para chegar ao futebol do Gilberto, teria primeiro que disputar posição com Bernardo e Dudu.

Vagner Love

Para avaliar o futebol de Gilberto e Renan Oliveira, tiro de base uma entrevista do atacante na Sportv, na última semana.

Indagado sobre Alex, Vagner Love disse: “O Ronaldinho Gaúcho chama o Alex de Talento e diz que o Talento pensa de 4 a 10x na frente de qualquer jogador. Eu “Vagner Love” penso 4x atrás do Ronaldinho Gaucho, imagina do Alex”. Com essas palavras que descrevo a diferença entre Gilberto e Renan Oliveira.

E para aqueles que vivem de momento, Gilberto num todo, indiscutivelmente foi um dos melhores meias do futebol brasileiro em 2010. Renan Oliveira? Jogou no maximo 3 meses.

Vamos Vamos Cruzeiro…