Obrigado, Cláudio! (Cruzeiro 3 x 0 Murici – Copa do Brasil 3ª fase)

Salve, guerreiros!

Os atletas celestes estão se especializando em perder gols. Alisson, por exemplo, abusou do direito de fazê-lo nesta quarta em partida no Mineirão pela volta da terceira fase da Copa do Brasil. Como diz o Maloqueiro Azul (personagem de humor folclórico do Twitter) para um gol inacreditável perdido pelo camisa onze: “até a grávida de taubaté com a barriga postiça fazia.” Brincadeiras à parte, apesar dos 3 x 0 no marcador, este colunista que vos escreve não está nada satisfeito com o desempenho da equipe. Vou manter minha desconfiança no nível “não vou iludir-me” por enquanto. Na verdade, até estou torcendo para o sorteio nos chocar frente a frente com times de mais expressão. Esse time do Mano precisa ser testado realmente, ainda não o foi.

O jogo

Quem esperava que o Cruzeiro construísse com naturalidade o placar, se enganou. Foram dois gols dados pelo adversário, um pênalti convertido e outro desperdiçado. Rafael, mais uma vez, garante o zero do nosso lado do placar, que fase do goleiro! Volto a afirmar: Fábio vai ter que suar a camisa para recuperar o posto. Mais uma vez, Mano saca o “Tio Sobis” para a entrada de Ábila. Mano? Se eu puder sugerir, experimenta deixar juntos em campo nossos dois artilheiros no ano só pra ver no que dá?

Primeiro tempo

Como já é de costume, o Cruzeiro segue o padrão Mano Menezes de apresentar-se. Início com bastante volume e posse de bola em busca do gol. Cria inúmeras oportunidades, uma delas com Alisson que merecia o quadro “Inacreditável Futebol Clube”. Bota o pé na forma, menino! Mas o herói celeste nesta etapa da partida, vestia verde e branco. Cláudio escora de cabeça uma bola de fazer inveja a qualquer zagueiro. 1 x 0 para o Cruzeiro que passa a tocar mais a bola e esperar o Murici. Ainda no primeiro tempo, a exemplo do fim de semana em jogo contra o América, Sobis sofre e converte penalidade corretamente assinalada pelo juiz. Fim de primeiro tempo.

Segundo tempo

Na segunda etapa, todos já esperávamos um Cruzeiro mais contido, explorando os erros do adversário. Entretanto, o segundo tempo foi bem animado. As entradas de Lucas Silva e Ramón Ábila dão outra pegada a equipe. Apesar de Ariel Cabral ter feito um belo primeiro tempo, Lucas Silva está pedindo passagem. Quantas alternativas ele dá ao meio celeste. Seu passe beira a perfeição, coloca a bola onde quer. Bom para o Mano ter essas duas opções. Já o argentino, entra com fome de gols, mas fica visivelmente constrangido quando Mano manda que Thiago Neves bata a segunda penalidade da noite, dessa vez, defendida por Dias. Thiago está em franca evolução, foram dele as duas “assistências” que resultaram os dois gols contra da noite.

Guerreiro de ouro vai para Ariel Cabral por seu primeiro tempo magistral. Guerreiro de lata vai para Élber. Sua entrada foi tão inexpressiva que parece ter sido lançado só pra ser o Guerreiro de lata aqui do Guerreiro dos Gramados. Destaque para Lucas Silva, Rafael, já citados, e para Caicedo, que zagueiro, senhores! Estamos bem servidos na posição, principalmente após retorno de Dedé. Se as regras permitissem, eu daria o Guerreiro de ouro para o Cláudio. Não sei se o Cruzeiro teria vencido ontem se ele não abrisse o marcador. Obrigado, Cláudio!

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 3 X 0 MURICI

Local: Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 15 de março de 2017, segunda-feira
Horário: 21h45 (de Brasília)
Árbitro: Sávio Pereira Sampaio (DF)
Assistentes: Daniel Henrique Andrade (DF) e Lucas Modesto (DF)
Cartão amarelo: Patrick (Murici)

Gols: Cláudio, gol contra, aos 31 minutos do primeiro tempo, Rafael Sóbis, aos 37 minutos do primeiro tempo, Deysinho, gol contra, aos 38 minutos do segundo tempo (Cruzeiro)

CRUZEIRO: Rafael, Ezequiel, Caicedo, Léo, Diogo Barbosa, Hudson, Ariel Cabral (Lucas Silva), Thiago Neves, Alisson, Robinho (Elber) e Rafael Sóbis (Ramon Ábila).
Técnico: Mano Menezes

MURICI: Dias; Paulo Sérgio, Cláudio, Sinval, Edson Veneno, Rambo, Patrick, Guêba (Thalison), Paulo Victor (Kattê), Júnior Murici e Deyzinho.
Técnico: Roberval Davino

Viramos a chave novamente para o Mineiro. O compromisso do fim de semana é contra a Tombense no Mineirão. Até lá, China Azul.

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr