O Cruzeiro de Mano Menezes não me engana

O Cruzeiro de Mano Menezes não me engana

Veja só, meu caro torcedor: no início do ano, o técnico que se consagrou bicampeão brasileiro com o Cruzeiro não conseguiu ajustar o “novo” elenco que teve em mãos e acabou sendo demitido na metade deste ano. Mesmo após dois anos e cinco meses de trabalho, Marcelo Oliveira não conseguiu se manter no cargo com o elenco que tinha em mãos. Mesmo elenco que derrubou o técnico Vanderlei Luxemburgo, que ficou pouco tempo no cargo, mas tempo mais que necessário para provar que não merecia estar lá.

Depois da demissão de Luxemburgo, o Cruzeiro anunciou a chegada de Mano Menezes, a demissão do diretor de futebol Isaías Tinoco, a promoção para a vice presidência de futebol do ex-superintendente das categorias de base Bruno Vicintin, a contratação de Thiago Scuro para assumir a vaga deixada por Tinoco e, ainda, anunciou o cruzeirense Sérgio Rodrigues, advogado que cuidava dos negócios internacionais do clube, para a superintendência do futebol profissional. Foi feita uma grande renovação na diretoria de futebol do clube, como clamava o torcedor cruzeirense.

Parece tudo perfeito, não é mesmo? Mano Menezes chegou e de cara comandou o time que goleou o Figueirense por 5×1, no Mineirão, diante de milhares de torcedores. Nem parecia aquele time apático e improdutivo comandado por Marcelo e Luxemburgo. Até agora foram 9 jogos, 4 vitórias, 4 empates e apenas 1 derrota sob o comando do novo treinador. Foram 16 gols marcados e 8 gols sofridos até agora. A relação entre diretoria, time e torcedor está a cada dia mais fortalecida. Clima perfeito, não é mesmo?

Mas o Cruzeiro de Mano Menezes não me engana. Marcelo Oliveira e Luxemburgo me enganaram neste ano, mas Mano não. Com Mano, tenho certeza que o Cruzeiro já é um time muito melhor e que já possui um projeto muito promissor para 2016. Não há mais a acomodação que o bicampeonato trouxe ao time de Marcelo Oliveira, nem falsos projetos e pseudo-treinamentos como no tempo de Luxemburgo. Agora tem trabalho, tem estudo, tem atualização. Tanto dentro quanto fora das quatro linhas. Sim, é pra ficar bastante animado mesmo.

O importante é que tenhamos os pés no chão. Saibamos que o nosso objetivo em 2015 ainda é humilde: permanecer na primeira divisão. Entretanto, em 2016, temos que ser ambiciosos, mas com inteligência. E é por isso que a ‘nova’ diretoria do Cruzeiro já está preparando mais um projeto vencedor para o próximo ano. Mano Menezes já indicou alguns nomes e a diretoria já começou a trabalhar em cima disso. Nada de nomes para não criar especulações nem mexer com a cabeça do torcedor. Deixa o Mano trabalhar, deixa a diretoria se mexer e façamos nossa parte – deixar o Mineirão cada vez mais azul.

Os bons tempos estão aí para quem quiser ver: time mais compacto, ataque mais eficiente, Ariel Cabral se mostrando peça-chave, setor defensivo se acertando, entrosamento fluindo. Gilvan calado, nada de especulações por parte da diretoria, ninguém falando bobagem, preço dos ingressos mais acessíveis, relacionamento time-diretoria-torcida cada vez mais fortalecido e por aí vai. O Cruzeiro de Mano Menezes não me engana: vai vingar!

Por: Pedro Henrique Campos