Nós somos loucos, somos Cruzeiro - Cruzeiro Esporte Clube

Nós somos loucos, somos Cruzeiro

Nós somos loucos, somos Cruzeiro - Cruzeiro Esporte Clube

Jogo às 19h30m? Sim, e vida de Campeonato Brasileiro é assim mesmo. O mais engraçado dessa paixão, nomeada futebol, é que em dia de jogos do “Máquina mortífera azul” – sei que o termo não é um dos mais simples – a tarefa mais complicada do mundo é concentrar em algo que não seja o Cruzeiro. Na última quarta-feira, a história seguiu o curso normal: ansiedade, trânsito para chegar ao Mineirão e vitória do líder absoluto do campeonato.

Ainda na esplanada, escutei uma torcida enlouquecida, busquei uma TV e tentei correr (a verdade é que quase tive um ataque do coração, já que o termo atleta pouco combina comigo) o máximo que pude rumo ao portão C. Cheguei à arquibancada afoita e logo encontrei o meu lugar da sorte – ele fica logo atrás do gol – e visualizei os meus Guerreiros no gramado. Marcelão continuava na mesma posição de jogos antigos e vi Borges numa movimentação surreal. Além de Everton Ribeiro me fazer agradecer aos céus a cada jogada de gala.

Respirei e logo pude gritar gol, mas tive que segurar as lágrimas ao observar e constatar que a torcida está jogando junto com o time. Somos loucos, pelo Clube Azul, meus caros. Disso nunca tive a menor dúvida. Torcedores fervorosos que, ao perceber que o ritmo do time tende a piorar, cantam enlouquecidos. Isso é bonito demais e o resultado é diretamente levado às quatro linhas.

Dois mil e treze é o nosso ano. O Cruzeiro levará essa taça e aquele grito que me sufoca há dez anos será entoado em agradecimentos àqueles que farão disso possível. Confesso que nem em meus sonhos mais positivos, imaginei que o time formado por Marcelo Oliveira me daria essa alegria, que faz meu coração pulsar num ritmo indescritível. Ele conquistou o meu respeito, Gilvan a minha admiração e Alexandre Mattos o direito de ter “Mittos” como codinome eternizado. Temos um time coeso, equilibrado e “pés no chão”. E sabe o que é mais importante disso tudo? Não contamos com uma estrela, mas, na verdade, temos uma constelação.