Melhor apresentação? Só que não (Cruzeiro 3 x 4 Fluminense – Primeira Liga)

Salve Guerreiros! Vou entrar de sola: Como alguém tem coragem de afirmar que uma derrota em casa levando 4 (quatro) gols pode ser uma “melhor apresentação”? Só pode ser piada! Ainda que o Cruzeiro tenha conseguido trocar alguns passes e fazer algumas jogadas corretas, o time está muito longe de fazer uma boa apresentação. Entendam: perdemos pra um time fraco, que não tem a qualidade de elenco que a Raposa tem, um time que desde a estreia de seu atual técnico não havia vencido duas partidas seguidas, e isso, vem de agosto de 2015, não amigos, não podemos aceitar isso como “melhor apresentação”.

O jogo

O Cruzeiro acha um gol logo aos 4′, o que dá certa confiança ao time. circulam bem a bola, fazem boas trocas de passe, isso do meio pra frente, porque a defesa estava digna de peneira. Diego Souza jogando com extrema liberdade constrói a virada tricolor em poucos minutos.

O pênalti infantil de Fabiano (põe a mão pra traz, Fabiano), convertido em gol por Diego, desestrutura a jovem equipe celeste que passa a errar em demasia permitindo os 1 x 3 ainda no primeiro tempo. O Cruzeiro faz o segundo mas continua boa parte da partida atrás do marcador, até que a entrada de Élber da novo fôlego ao time. Em jogada pessoal pela direita, o menino Élber encontra De Arrascaeta no meio da zaga tricolor para empatar a partida.

Então o sr de amarelo resolve desempatar o placar ao marcar um pênalti pra lá de duvidoso. Fábio falha ao bater roupa, mas se recupera lançando-se à bola, malandro, o jogador do Fluminense vai de encontro ao corpo do goleiro esperando o contato e o apito, nova penalidade convertida por Diego Souza e um 3 x 4 indigesto no placar.

Guerreiro de ouro, nesse desastre de trem, vai para os dois gols do Rafael Silva que jogou com muita confiança hoje. Guerreiro de lata não poderia ser de outro senão o Fabrício (Não faça gestos obscenos pra mim, Fabrício). Muito ruim, errou tudo e mais um pouco. Perdeu a jogada do gol da virada que matou de vez as pretensões da Raposa  pela vitória. Começo a entender a torcida colorada.

FICHA TÉCNICA

CRUZEIRO 3 X 4 FLUMINENSE

Motivo: Primeira Liga. 2ª rodada do Grupo A.

Horário e local: Mineirão, Belo Horizonte (MG). Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2015 às 19:30

Arbitragem: Francisco Paula Silva Neto (RS), auxiliado por Rafael Alves (RS) e Elio Nepomuceno (RS)

Gols: Rafael Silva(dois) e De Arrascaeta (Cruzeiro); Diego Souza (três), Rodrigo Scarpa (Fluminense)

Cruzeiro: Fábio; Fabiano, Dedé, Manoel e Fabrício; Henrique, Ariel Cabral; De Arrascaeta, Sánchez Miño e Alisson; Rafael Silva. Técnico: Deivid.

Fluminense: Diego Cavalieri, Wellington Silva, Henrique e Giovanni; Pierre, Douglas, Gustavo Scarpa e Marcos Junior; Diego Souza e Cícero. Técnico: Eduardo Baptista.

Agora voltamos ao Mineiro contra o Atlético Tricordiano na Arena do Jacaré no próximo sábado (20/02). Até lá, China Azul.

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

por: Álvaro Jr