Jekyll and Ryde, o médico e o monstro (Cruzeiro 2 x 0 Sport – BR2014)

Jekyll and Ryde, o médico e o monstro (Cruzeiro 2 x 0 Sport – BR2014) - Foto: Gualter Naves / Light Press

Salve Guerreiros! Vocês conhecem esse conto gótico que encabeça o pós jogo de hoje? Para quem não sabe, se trata de uma estória em que um bondoso médico que salvava vidas se tornava um monstro poderoso e assassino ao beber uma fórmula criada por ele mesmo. Essa antítese entre um ser humano quase herói e um monstro sanguinário se parece demais com o Cruzeiro do jogo da última quarta-feira.

O jogo

Dois tempos absolutamente distintos da Raposa, daí a comparação ao conto acima. O Cruzeiro entrou em campo apático e assistiu o Sport lhe encarar de igual pra igual no primeiro tempo, mas voltou para o segundo sem dar chances à equipe pernambucana.

Primeiro tempo

Sabe quando você sente a chamada “vergonha alheia”? Então, senti por causa do primeiro tempo muito abaixo da média do que o Cruzeiro pode mostrar. Marcou muito mal e viu o Sport mostrar as garras de leão no Mineirão. Até um gol, bem anulado em função de uma falta em Léo o Cruzeiro e sua torcida tiveram que assistir.

Segundo tempo

Nunca a conversa de intervalo deu tanto resultado. O Cruzeiro voltou outro time, partiu para definir o resultado, e conseguiu. Mais uma vez a bola parada inicia a busca pelos três pontos. Cobrança de falta da esquerda e Goulart, que parece estar reencontrando seu futebol, meio de cabeça, meio de coxa, abre o marcador. A Raposa continua à carga e Marcelo Moreno tenta uma, duas e na terceira marca seu gol e dá números finais ao jogo. Cruzeiro líder do Brasileirão já na sexta rodada. Agora temos dois difíceis jogos fora de casa contra Inter e Corinthians, nos quais dois empates não seriam maus resultados. Se ganhar um, até pode se dar ao luxo de perder o outro. Mas como cruzeirense ufanista, porém realista que sou, dá para buscar mais seis pontos. (risos)

Opinião

Marcelo Oliveira precisa encontrar logo o equilíbrio do time que vem oscilando demais. Se o fizer, o Tetra campeonato brasileiro ficará muito mais tangível ao time e à sua imensa China Azul. Jogos como este, em que o time faz dois tempos tão distintos precisam se tornar mais escassos. A campanha de dois mil e quatorze, apesar da oscilação, em números absolutos é melhor que do ano passado.

FICHA TÉCNICA 
CRUZEIRO 2 X 0 SPORT

Local: Estádio Mineirão, em Belo Horizonte (MG) 
Data: 21 de maio de 2014, quarta-feira 
Árbitro: Felipe Gomes da Silva (PR) 
Gols: Cruzeiro: Ricardo Goulart e Marcelo Moreno.

CRUZEIRO: Fábio; Mayke, Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique, Willian Farias, Everton Ribeiro (William) e Ricardo Goulart (Souza); Dagoberto (Luan) e Marcelo Moreno 
Técnico: Marcelo Oliveira

SPORT: Magrão; Patric, Ferron, Durval e Renê; Rodrigo Mancha, Rithely, Augusto César (Mike) e Renan Oliveira (Felipe Azevedo); Leonardo (Aílton) e Neto Baiano 
Técnico: Eduardo Baptista

Próximo compromisso da Raposa será no domingo (25/05) às 18:30 h contra o Inter em Caxias do Sul. Seria bom não perder para um adversário direto na luta pelo título. Até lá China Azul.

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida! Nossa força!