“Impossível fazer você feliz” (Vitória 0 x 1 Cruzeiro – Campeonato Brasileiro 32ª rodada)

Salve, guerreiros!

Bom dia para todos os Tri-campeões mundiais de Vôlei! Que time esse do Sada Cruzeiro! Mas o assunto é futebol e a improvável vitória com um impensado gol de Ariel Cabral. O que não foi surpresa alguma, foi a décima sétima assistência para gol do uruguaio De Arrascaeta no ano, de modo algum ele pode ser banco para o Rafinha. O título da coluna de hoje é referência a uma música antiga dos Titãs, que foi regravada em versão acústica há pouco tempo: “Insensível, você diz. Impossível fazer você feliz.” Os caros leitores da coluna entenderão ao longo do texto.

O jogo

Uma escalação surpreendente na tarde deste domingo na Bahia, Mano abre mão dos titulares afim de poupá-los para o confronto contra o Grêmio na quarta-feira pela Copa do Brasil, e isso gera uma reclamação sem fim nas redes sociais e grupos de Whatsapp. A situação celeste de luta contra o rebaixamento somada a um resultado negativo diante da Chapecoense na rodada passada devem ter contribuído para o famoso MI MI MI. Entretanto, vou contar um segredo baixinho para vocês, que Ramón Ábila já descobriu em pouco tempo de Cruzeiro e revelou em entrevista há algum tempo: A camisa do Cruzeiro joga!

Como já disse, um improvável gol de Ariel Cabral nos deu a vitória e importantes três pontos, mas não foi só o argentino autor do gol o personagem da partida. Rafael foi irretocável no segundo tempo, inclusive defendendo outra penalidade. Penso que Fábio deverá ter algum trabalho para recuperar a posição de titular (risos).

Mas nem tudo são flores, a expulsão de Léo quase complica um resultado importantíssimo, eu diria, fundamental nas pretensões do Cruzeiro para o restante do ano. A tática de descansar os titulares vai dando certo, os reservas conquistaram os três pontos, só falta agora uma boa vitória diante do Grêmio na quarta-feira, de preferência sem levar gols. O retrospecto recente no brasileiro (cinco jogos sem ser vazado) é um bom sinal, mas não ganha jogo.

Voltando à partida de ontem, decidi não mais acompanhar o jogo pelas redes sociais durante seu desenrolar. Nossa torcida é impossível fazer feliz. O time ganhando e uma lamentação sem fim. Muita gente esperando o pior para ter “razão” no fim da partida. Simplesmente parem! A vitória de ontem foi maiúscula, dessas que pelas circunstâncias do jogo tudo indicava que não viria.

Em termos de campeonato, foi uma vitória para tranquilizar, são seis pontos acima do Z4, e pasmem os senhores, oito pontos do G6 e ainda vinte quatro pontos por disputar, será? Mas o objetivo ainda segue se livrar na matemática do descenso o mais breve possível e sonhar com a Copa do Brasil.

Guerreiro de ouro é Rafael pela manutenção da vitória no segundo tempo. Guerreiro de lata pertence a Léo pela expulsão que poderia ter dado razão àqueles que insistem em olhar o copo meio vazio. Comemore a vitória desde domingo, porque ela foi tão GIGANTE quanto a da última quarta, e seja feliz!

FICHA TÉCNICA:
VITÓRIA 0 X 1 CRUZEIRO

Local: Estádio do Barradão, em Salvador (BA)
Data: 23 de outubro de 2016, domingo
Horário: 17h (horário de Brasília)
Árbitro: Thiago Duarte Peixoto (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis e Herman Brumel Vani (ambos SP)
Cartões amarelos: Léo (CRU); José Welison, Zé Eduardo (VIT)
Cartão vermelho: Léo (CRU)
GOL: Ariel Cabral, aos 39 minutos do primeiro tempo (CRU)

VITÓRIA: Fernando Miguel; Diogo Mateus (Vander), Victor Ramos, Ramon e Euller; Willian Farias, Zé Welison e Serginho (Cárdenas); David (Alípio), Kieza e Zé Eduardo. Técnico: Argel Fucks

CRUZEIRO: Rafael; Ezequiel, Manoel, Léo e Bryan (Edimar); Denilson, Bruno Ramires (Robinho), Ariel Cabral e Arrascaeta (Bruno Rodrigo); Alisson e Willian. Técnico: Sidnei Lobo (auxiliar)

Para finalizar, o triunfo ainda mostra duas coisas: O time fechou; e Mano tem o elenco nas mãos. Até quinta, China Azul! Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força.

Por: Álvaro Jr