Highlander – O zagueiro imortal (Cruzeiro 1 x 0 Bahia – Campeonato Brasileiro 24ª rodada)

Salve, guerreiros!

Não foi a vitória dos sonhos neste domingo sobre o Bahia, mas, foi uma vitória bem ao estilo Mano Menezes de entender futebol. Uma figura, entretanto, destaca-se. Não me refiro apenas ao jogo de ontem, Léo tem sido peça fundamental no Cruzeiro nesse segundo semestre, principalmente após os dois empates em 3 x 3 contra Palmeiras e Grêmio. A partir dali, a consistência defensiva do time celeste evoluiu bastante, e isso, passa pelo crescimento do futebol de Léo, e da boa presença de Murilo. Uma ressalva, apesar de não ter sofrido gol ontem, a bola aérea defensiva tem sido a fonte da maioria dos gols sofridos pelo Cruzeiro, mas não vamos nos preocupar com isso hoje.

O jogo

O Cruzeiro fez um primeiro tempo muito ruim. Muitos erros de passes, e muito espaço cedido ao Bahia que abusou do contra-ataque, entretanto, a segunda etapa foi muito melhor. Mano parece ter arrumado o time com a conversa de intervalo.

Primeiro tempo

Thiago Neves estava irreconhecível. Errou passes de amadores. Para desafogar, Rafinha até jogou razoavelmente bem criando oportunidades pelo outro lado. O Bahia levou perigo em alguns contra-golpes, ora Fábio operava defesas sensacionais, ora Léo que há alguns meses perdeu na corrida pro juiz, fazia bela recuperação e saía com a bola dominada. O 0 x 0 ficou de bom tamanho.

Segundo tempo

Mais organizado, o Cruzeiro não chegou a ter a meta defendida por Fábio muito amaçada nessa etapa da partida. Criou algumas chances, inclusive um pênalti, todas sendo bem defendidas pelo jovem goleiro Jean. Thiago Neves que desperdiçara penalidade, cobra um escanteio que parece ter sido com a mão. Achou a cabeça de Léo no meio da zaga do time da “Boa Terra” para marcar.

Na queda, uma preocupação, Léo cai sobre um adversário deslocando seu ombro direito, mas, assim como o personagem que intitula a coluna, nosso guerreiro tem seu ombro colocado no lugar pelo médico e volta imediatamente a campo. “Highlander, o guerreiro imortal,” filme estrelado por Christopher Lambert, conta a história de homens que não podem ser mortos, a não ser que lhe decepem a cabeça. Léo, participou de quase todos os jogos da temporada, e quando ficou de fora, foi por opção, inquebrável!

Nosso Highlander fica com o Guerreiro de Ouro de hoje. Guerreiro de Lata fica com Lucas Silva. A expulsão infantil poderia ter nos custado dois pontos, até três, uma vez que o Bahia partiu para a pressão com a vantagem numérica. A Raposa ainda poderia ter ampliado em ótimo contra-ataque puxado por Raniel, mas Rafael Sobis, que havia entrado no segundo tempo, sofreu falta do juiz.

Que nossa defesa siga assim, somando bons números, e invencibilidades. Se não levarmos gols, a chance de garantir a Copa do Brasil aumentam bastante. Falando em números, é o décimo oitavo gol do Léo com a camisa celeste. Já é o terceiro maior zagueiro artilheiro deixando o ex-companheiro Bruno Rodrigo com 17 para trás. Que venham muitos outro, Léo!

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 1 x 0 BAHIA

Local: Estádio Mineirão, Belo Horizonte (MG)
Data: 17 de setembro de 2017, domingo
Horário: 19h (de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (MT)
Assistentes: Eduardo Gonçalves da Cruz (MS) e Fábio Rodrigo Rubinho (MT)
Cartões amarelos: Henrique, Raniel, Robinho e Thiago Neves (CRU); Vinícius (BAH)
Cartão vermelho: Lucas Silva (CRU)
Gol: Léo, aos 17 minutos do 2º tempo

CRUZEIRO: Fábio; Ezequiel, Léo, Murilo e Diogo Barbosa; Henrique, Hudson (Lucas Silva), Thiago Neves, Robinho (Rafael Sobis) e Rafinha (Arrascateta); Raniel. Técnico: Mano Menezes

BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago (Thiago Martins), Lucas Fonseca e Juninho Capixaba; Edson e Juninho; Zé Rafael, Vinícius (Edgar Junio) e Mendoza; Rodrigão (Hernane). Técnico: Preto Casagrande

Mais uma semana cheia para treinar, que pode ser fundamental para a recuperação de algumas peças. O próximo desafio, ainda antes da finalíssima da Copa do Brasil, é o Atlético de Goiânia. Em função disso, vários dos nossos atletas forçaram ontem o terceiro amarelo, obrigando Mano a mesclar o time que vai ao planalto central para a rodada 25 do Brasileirão. Até lá, China Azul.

Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Álvaro Jr