24 fev Goleada e chave virada para a Libertadores (Cruzeiro 3×0 Boa Esporte – Campeonato Mineiro 8ª rodada)


Em mais uma boa partida na temporada, desta vez com time mesclado, o Cruzeiro não encontrou dificuldades e venceu, por 3×0, o Boa Esporte de Varginha em tarde chuvosa neste sábado do Mineirão.

Comandado por Mancuello, o melhor em campo, Rafael Sóbis, Lucas Romero e Dedé, que retornou ao time titular pela primeira vez desde que se lesionou, a equipe celeste chegou aos 22 pontos no estadual, segue isolado na liderança e, agora, fixa os olhares à estreia na Libertadores, na próxima terça-feira, contra o Racing, na Argentina.

O jogo

- CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE -

Foram precisos apenas dois minutos de partida para que o Cruzeiro chegasse ao gol. Em bela jogada, o argentino Mancuello se livrou de dois marcadores, tocou para Rafael Sóbis que apenas escorou a bola para as redes do goleiro Fabrício, abrindo a contagem no Mineirão. Antes do tento, a equipe celeste já havia reclamado um pênalti não marcado em cima de Raniel.

Mesmo com o campo pesado devido ao temporal registrado em Belo Horizonte antes e durante o certame, o Cruzeiro pressionou o Boa Esporte que pouco criou na primeira etapa. Mancuello que se movimentou bastante principalmente pelo meio do campo, levou perigo ao gol adversário por duas vezes, antes de balançar as redes, aos 39 minutos, após receber passe de Raniel.

O camisa 30, inclusive, carimbou a trave do goleiro Fabrício, também ameaçada em um cabeceio de Dedé, antes do fim da primeira etapa. Com a partida controlada, o Cruzeiro voltou bem no segundo tempo, mas em “marcha lenta”, apenas administrando o resultado.

Arrascaeta, que entrou na vaga de Thiago Neves, recebeu bola sozinho na área, teve a chance de aumentar o placar, mas finalizou mal e parou no goleiro Fabrício, destaque do Boa na partida. O arqueiro ainda fez boa defesa em chute forte de Lucas Romero, mas não conseguiu segurar finalização de Rafael Sóbis, da intermediária, aos 42 minutos. O atacante marcou pela segunda vez e deu números finais à partida.

Agora, os comandados de Mano Menezes se voltam para o principal objetivo da temporada, até então: a Taça Libertadores da América. Na terça-feira, às 21h30, La Bestia vai à Avellaneda, no El Cilindro, para tentar desbancar o Racing, invicto desde 28 de janeiro.

Dificuldades, certamente o Cruzeiro vai enfrentar. A receita para um bom resultado, no entanto, é manter as boas atuações apresentadas até aqui na temporada e fazer valer a tradição da camisa celeste. Vamos, Cruzeiro! Avante, La Bestia!

CRUZEIRO 3 X 0 BOA ESPORTE

Cruzeiro
Rafael; Lucas Romero, Dedé, Digão e Marcelo Hermes; Lucas Silva e Bruno Silva (Henrique); Rafael Sobis, Thiago Neves (Arrascaeta) e Mancuello; Raniel (Rafael Marques). Técnico: Mano Menezes

Boa Esporte
Fabrício; Joazi, Caíque, Renato Justi e Elivélton Foguinho; Amaral, Hélder, Jhon Cley (Marcílio) e Alyson; Christiano (Erik Samuel) e Gabriel (João Gabriel).
Técnico: Sidney Moraes

Gols: Macuello e Rafael Sobis (2x)
Cartões amarelos: Lucas Silva (Cruzeiro) e Renato Justi (Boa Esporte)
Público Presente: 17.671
Público Pagante: 15.946
Renda: R$ 188.929,00
Motivo: 8ª rodada do Campeonato Mineiro
Estádio: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data e horário: 24 de fevereiro (sábado), às 16h30
Árbitro: Marco Aurélio Augusto Fazekas Ferreira
Assistentes: Magno Arantes Lira e Helen Aparecida Gonçalves Silva Araújo

 

Por: Simon Nascimento


Deixe seu comentário, curta e compartilhe