23 ago Fazendo as contas: Returno com o pé direito


O Cruzeiro começou o returno fazendo sua parte e contando com a cooperação do Avaí para dar um importante passo na meta de chegar ao G-4 ao final da Série B.

A vitória celeste sobre o Confiança e a derrota dos catarinenses para o Coritiba reduziram a distância da Raposa para o grupo do acesso em três pontos, passando de doze para nove faltando ainda dezoito rodadas em disputa. E embora chegar ao conjunto dos quatro primeiros ainda seja um objetivo distante, a combinação de resultados possibilitou ao Cruzeiro multiplicar as suas chances.

Enfrentando nas próximas rodadas fora de casa dois dos atuais componentes do quadro dos clubes que seriam promovidos se o campeonato fosse concluído neste instante, a Raposa terá nos confrontos mais imediatos alguns dos desafios teoricamente mais difíceis do returno e não pode abater-se em função de eventuais resultados negativos. Por outro lado, tais duelo configuram oportunidades para tentar se aproximar rapidamente, embora não encerrem as pretensões azuis de se recuperar em casos de tropeço. Mostrar força e superar os confrontos com pinta de duelo direto não são colocados como objetivos obrigatórios pela coluna, mas certamente triunfar nesta série dura que se avizinha pode também ser o caminho para o time celeste colocar-se de vez como um dos candidatos nesta briga.

Vamos as contas (segundo o site chance de gol)

Meta: 61 pontos (pontuação que hoje confere mais chances de acesso do que permanência)

Aproveitamento necessário: Caiu de 70,2% para 68,6% (superior ao do Coritiba, líder com 65,0%)

Resultados almejados: 11 vitórias, 4 empates e 3 derrotas.

Chances de título atingindo esta meta: Segue inferior a 0,1%.

Chances de acesso atingindo esta meta: Segue superior a 50%.

Chances de rebaixamento atingindo esta meta: 0%.

Chances de título do Cruzeiro: Subiu de menos de 0,01% para 0,01%.

Chances de acesso do Cruzeiro: Subiu de 0,5% para 0,8%.

Chances de permanência na Série B do Cruzeiro: Subiu de 79,8% para 86,3%.

Chances de rebaixamento do Cruzeiro: Caiu de 19,7% para 12,9%.

Projeção

CRB (F): 0 pontos.

Goiás (F): 0 pontos.

Ponte Preta (C): 3 pontos.

Operário (C): 3 pontos.

Vasco (F): 1 ponto.

CSA (C): 3 pontos

Guarani (F): 1 ponto.

Brasil (C): 3 pontos.

Coritiba (F): 0 pontos.

Botafogo (C): 3 pontos.

Avaí (F): 1 ponto.

Remo (C): 3 pontos.

Vila Nova (C): 3 pontos.

Londrina (F): 3 pontos.

Brusque (C): 3 pontos.

Vitória (F): 3 pontos.

Sampaio Corrêa (F) – 1 ponto.

Náutico (C) – 3 pontos

Por: João Henrique Castro

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe