18 dez Fazendo as contas: Reduzindo o teto


O Cruzeiro vai vendo os adversários tropeçando e rebaixando a pontuação projetada necessária para o acesso, mas a cada vez que tropeça vai vendo o teto máximo de pontos alcançáveis ser diminuído e a dependência de que os rivais não engatem boas sequências cada vez maior.

Com apenas três clubes entre o terceiro e o nono lugar vencendo na última rodada, o time celeste viu o G-4 avançar apenas um ponto e a distância permanecer em sete pontos, mas faltando agora somente nove rodadas.

O empate contra o CSA, no fim, acabou sendo amenizado pelo desempenho dos adversários, mas o Cruzeiro vai vendo os números se apertando. Os 60 pontos que hoje se projetam exigem uma sequência final forte e que os rivais sigam oscilando. Há cada vez menos margem para vacilar.

Vamos as contas (segundo o site chance de gol)

Meta: Caiu de 61 para 60 pontos (projeção a partir do aproveitamento atual do 4° colocad0. O Juventude tem 52,9% dos pontos disputados e chegaria aos 60 pontos mantendo este índice)

Aproveitamento necessário: Subiu de 76,7% para 77,8%  (superior ao da Chapecoense, líder com 66,7%)

Resultados almejados: 6 vitórias, 3 empates e 0 derrotas.

Chances de título atingindo esta meta: Inferior a 0,1%.

Chances de acesso atingindo esta meta: Inferior a 50% (a projeção de 60 pontos ainda é de risco alto para não garantir o acesso. Depende da consolidação do aproveitamento do quarto colocado ao longo das próximas rodadas).

Chances de rebaixamento atingindo esta meta: 0%.

Chances de título do Cruzeiro: Subiram de 0,01 para 0,02%.

Chances de acesso do Cruzeiro: Caíram de 34,4% para 32,5%.

Chances de permanência na Série B do Cruzeiro: Subiram de 65,58% para 67,47%.

Chances de rebaixamento do Cruzeiro: Mantiveram-se em menos de 0,01%.

Projeção

Avaí (F): 3 pontos.

Ponte Preta (F): 3 pontos.

Cuiabá (C): 1 ponto.

Sampaio Corrêa (F): 1 ponto.

Oeste (C): 3 pontos.

Juventude (F): 1 ponto.

Operário (C): 3 pontos.

Náutico (C): 3 pontos.

Paraná (F): 3 pontos.

Por: João Henrique Castro

 

 


Deixe seu comentário, curta e compartilhe