28 out Fazendo as contas: Missão (quase) impossível


O Cruzeiro já dependia de outros resultados e a derrota para o Avaí complicou de vez a situação celeste em uma virtual disputa pelo acesso à Série A ao final da temporada.

Ainda fora do grupo dos dez primeiros, a Raposa não só deixou mais três pontos pelo caminho como cedeu margem de crescimento para mais um concorrente na disputa, uma vez que o Avaí consolidou um pouco mais sua posição no G-4.

Com 6o pontos, a pontuação máxima a ser alcançada, pela primeira vez na competição o Cruzeiro passa a ter menos chance de acesso do que permanecer na Série B mesmo vencendo todos os jogos que faltam. A missão ficou quase impossível, mas a matemática ainda permite ao clube seguir lutando.

Vamos as contas (segundo o site chance de gol)

Meta: Caiu para 60 pontos (pontuação que hoje confere mais chances de permanência do que acesso, mas é a máxima que o Cruzeiro pode atingir)

Aproveitamento necessário: 100% (superior ao do Coritiba, líder com 60,4%)

Resultados almejados: 7 vitórias.

Chances de título atingindo esta meta: Inferior a 0,1%.

Chances de acesso atingindo esta meta: Inferior a 50% (a pontuação projetada atualmente é 62)

Chances de rebaixamento atingindo esta meta: 0%.

Chances de título do Cruzeiro: Mantiveram-se em menos de 0,01%.

Chances de acesso do Cruzeiro: Caíram de de 0,1% para 0,01%.

Chances de permanência na Série B do Cruzeiro: Caíram de 99,0% para 97,9%.

Chances de rebaixamento do Cruzeiro: Subiram de 0,6% para 2,0%.

Projeção

Remo (C): 3 pontos.

Vila Nova (C): 3 pontos.

Londrina (F): 3 pontos.

Brusque (C): 3 pontos.

Vitória (F): 3 pontos.

Sampaio Corrêa (F) – 3 pontos.

Náutico (C) – 3 pontos

Combinações necessárias (no máximo 3 clubes podem superar o projetado para cada um na reta final)

1° Coritiba – 1 ponto – (58 pontos, podendo chegar a 59) – 0 vitórias, 1 empate e 5 derrotas

Operário (C) – 0 pontos

Náutico (F) – 0 pontos

Goiás (F) – 0 pontos

Brasil (C) – 1 ponto

CSA (C) – 0 pontos

Ponte Preta (F) – 0 pontos

2° Botafogo – 3 pontos – (56 pontos, podendo chegar a 59) – 0 vitórias, 3 empates e 3 derrotas

Confiança (C) – 1 ponto.

Vasco (F) – 0 pontos.

Ponte Preta (F) – 0 pontos.

Operário (C) – 1 ponto.

Brasil (F) – 0 pontos.

Guarani (C) – 1 ponto.

3° Avaí – 6 pontos – (53 pontos, podendo chegar a 59) – 1 vitória, 3 empates e 3 derrotas

Operário (F) – 0 pontos.

Brasil (F) – 0 pontos.

Vitória (C) – 3 pontos.

CSA (C) – 3 pontos.

Guarani (F) – 1 ponto.

Náutico (F) –  0 pontos.

Sampaio Corrêa (C) – 1 ponto.

4° Goiás – 6 pontos – (53 pontos, podendo chegar a 59) – 1 vitória, 3 empates e 2 derrotas

Ponte Preta (C) – 1 ponto.

Operário (F) – 0 pontos.

Coritiba (C) – 3 pontos.

Remo (F) – 0 pontos.

Guarani (F) – 0 pontos.

Brusque (C) – 1 ponto.

5° CRB – 8 pontos – (51 pontos, podendo chegar a 59) – 2 vitórias, 2 empate e 2 derrotas

Sampaio Corrêa (C) – 1 ponto.

Ponte Preta (F) – 0 pontos.

Londrina (C) – 3 pontos.

Brusque (F) – 1 ponto.

Vitória (C) – 3 pontos.

Operário (F) – 0 pontos.

6° Vasco – 12 pontos – (47 pontos, podendo chegar a 59) – 3 vitórias, 3 empates e 1 derrota

CSA (C) – 1 ponto.

Guarani (F) – 0 pontos.

Botafogo (C) – 3 pontos.

Vitória (C) – 3 pontos.

Vila Nova (F) – 1 ponto.

Remo (C) – 3 pontos.

Londrina (F) – 1 ponto.

7° Guarani – 13 pontos – (46 pontos, podendo chegar a 59) – 2 vitórias, 4 empates e 1 derrota

Sampaio Corrêa (F) – 1 ponto.

Vasco (C) – 3 pontos.

Vila Nova (F) – 1 ponto.

Brasil (F) – 3 pontos.

Avaí (C) – 1 ponto.

Goiás (C) – 3 pontos.

Botafogo (F) – 1 ponto.

8° CSA – 14 pontos – (45 pontos, podendo chegar a 59) – 4 vitórias, 2 empates e 1 derrota.

Vasco (F) – 1 ponto.

Vitória (F) – 3 pontos.

Remo (C) – 1 ponto.

Avaí (F) – 0 pontos.

Confiança (C) – 3 pontos.

Coritiba (F) – 3 pontos.

Brasil (C) – 3 pontos.

9° Náutico – 14 pontos – (45 pontos, podendo chegar a 59) – 4 vitórias, 2 empates e 1 derrota.

Brasil (F) – 1 ponto,

Brusque (F) – 1 ponto.

Coritiba (C) – 3 pontos.

Confiança (F) – 3 pontos.

Sampaio Corrêa (C) – 3 pontos.

Avaí (C) – 3 pontos.

Cruzeiro (F) – 0 pontos

10° Vila Nova – 17 pontos – (42 pontos, podendo chegar a 59) – O Cruzeiro supera o Vila Nova caso vença todos os jogos restantes em função do confronto direto.

11° Sampaio Corrêa – 19 pontos – (40 pontos, podendo chegar a 59) – O Cruzeiro supera o Sampaio Corrêa caso vença todos os jogos restantes em função do confronto direto.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe