10 dez Fazendo as contas: Confiando nos outros


O Cruzeiro desperdiçou mais uma grande oportunidade de melhorar sua situação na Série B. Na 26ª rodada, terceiro, quarto e quinto colocados não venceram e a chance de aproximar-se dos candidatos ao acesso se ofereceu, mas a Raposa não passou de um empate contra o CRB e deixou mais dois pontos pelo caminho.

A boa notícia é que a queda de aproveitamento dos integrantes do G-4 rebaixou em um ponto a projeção de pontuação necessária, reduzindo o prejuízo de mais um tropeço. Mas o Cruzeiro vai cada vez mais dependendo de outros e vendo o teto de sua pontuação cada vez mais baixo.

Podendo perder apenas seis pontos para atingir a meta de momento, a Raposa precisará vencer nove em onze jogos ou então triunfar oito vezes e não perder mais. A sequência de vitórias projetada para as próximas rodadas vai se tornando crucial para o time celeste não ver suas chances apertadas minguarem de vez.

Vamos as contas (segundo o site chance de gol)

Meta: Caiu de 63 para 62 pontos (projeção a partir do aproveitamento atual do 4° colocad0. O Cuiabá tem 54,3% dos pontos disputados e chegaria aos 62 pontos mantendo este índice)

Aproveitamento necessário: Subiu de 80,6% para 81,8%  (superior ao da Chapecoense, líder com 66,7%)

Resultados almejados: 9 vitórias e 2 derrotas.

Chances de título atingindo esta meta: Inferior a 0,1%.

Chances de acesso atingindo esta meta: Superior a 50%.

Chances de rebaixamento atingindo esta meta: 0%.

Chances de título do Cruzeiro: Caíram de 0,1% para 0,01%.

Chances de acesso do Cruzeiro: Subiram de 20,8% para 21,7%.

Chances de permanência na Série B do Cruzeiro: Caíram de 79,09% para 78,28%.

Chances de rebaixamento do Cruzeiro: Mantiveram-se em menos de 0,01%.

Projeção

Vitória (F): 3 pontos.

CSA (C): 3 pontos.

Avaí (F): 3 pontos.

Ponte Preta (F): 3 pontos.

Cuiabá (C): 0 pontos.

Sampaio Corrêa (F): 0 pontos.

Oeste (C): 3 pontos.

Juventude (F): 3 pontos.

Operário (C): 3 pontos.

Náutico (C): 3 pontos.

Paraná (F): 3 pontos.

Por: João Henrique Castro


Deixe seu comentário, curta e compartilhe