Fábio voltou e o Mito… mitou! (Cruzeiro 2×0 Democrata – Campeonato Mineiro 11ª rodada)

Salve, guerreiros!

Uma partida com pouca coisa em jogo, diante de um adversário sem maiores inspirações, em uma bela manhã de domingo no Mineirão parecia o cenário perfeito para o retorno do goleiro Fábio aos gramados. E foi mesmo, um jogo tranquilo, com dois times atuando em baixíssima intensidade e que terminou com uma vitória celeste por 2 a 0, gols de Dedé e Ábila. No turbilhão do retorno do camisa 1, pouco se falou do primeiro jogo de Dedé no Mineirão depois da longa parada por lesão. Mas o zagueiro terminaria como grande nome da partida, com um gol marcado, destaque no jogo aéreo e nos passes. Se alguém duvidava, a esperança cresceu muito após este duelo: o Mito está voltando.

O jogo

A escalação recheada de reservas já denotava que o time celeste teria algumas dificuldades em ritmo e entrosamento. Mas o Democrata não parecia querer aprontar no Mineirão, preferia descansar após a batalha encarada no último fim de semana, quando garantiu a permanência na primeira divisão. O time de Mano buscava criar pelos lados, especialmente com Élber e Mayke pela direita. Mas o meia, como de costume, tinha dificuldades em criar alguma jogada. Marcos Vinícius, outro homem de criação e sendo titular pela primeira vez em 2017, também não conseguia articular muita coisa.

Sendo assim, o gol só poderia sair em um lance fortuito. Após cobrança de falta de Lucas Silva, a bola desviou na barreira e saía calmamente pela linha de fundo. Mas Dedé se jogou na pelota, ganhou o confronto com o zagueiro e tocou com o pé direito, mandando a bola sorrateiramente para o fundo das redes de Alencar. Gol muito comemorado e com participação do treinador Mano Menezes, que insistiu para que o Mito fosse para a área tentar aproveitar a jogada. Deu certo.

O Segundo tempo

Começou e a tônica seguiu a mesma, marcação de lado a lado, pouca criatividade e quase nenhuma chance. Até que o zagueiro Gerley deu uma entrada completamente sem propósito na área, afastando a bola e deixando o pé no peito de Ramon Ábila. Seria um lance legal no Mortal Kombat, mas no futebol os árbitros não costumam perdoar. Pênalti e expulsão do defensor. Nosso camisa 9 foi pra bola e bateu no canto esquerdo alto, com força, sem chances para o goleiro adversário, dobrando a vantagem.

O Cruzeiro ainda criou algumas ocasiões, mas nenhuma grande oportunidade clara. Já o Democrata chegou bem em um arremate de fora, de Glaydson, que Fábio defendeu com tranquilidade. Foi a única intervenção válida do camisa 1 em seu retorno. Em outro momento, saiu nos pés do atacante adversário para abafar, mas o lance já estava parado por impedimento. O Guerreiro de Ouro vai para o zagueiro Dedé, pelo gol, a ótima presença defensiva e o perigo constante que criou ofensivamente. E o Guerreiro de Lata, PRA VARIAR, vai para Élber, que segue batendo os recordes mundiais de improdutividade em um campo de futebol.

FICHA TÉCNICA
CRUZEIRO 2 X 0 DEMOCRATA

Motivo: 11ª rodada do Campeonato Mineiro
Data: 09/04/2017 (domingo)
Local: Mineirão, em Belo Horizonte-MG
Árbitro: Antônio Marcio Teixeira da Silva – MG
Público: 13.542 pagantes; 16.864 presentes
Renda: R$ 289.876,00
Gols: Dedé, aos 17 minutos do primeiro tempo, e Ramón Ábila, aos 27 minutos do segundo tempo
Cartões amarelos: Lucas Romero e Ramón Ábila (Cruzeiro); Lima e João Figueiredo (Democrata)
Cartão vermelho: Gerley (Democrata)

Cruzeiro: Fábio; Mayke, Dedé, Kunty Caicedo e Bryan; Lucas Romero (Nonoca), Lucas Silva e Fabrício; Marcos Vinícius (Rafinha), Elber e Ramón Ábila (Raniel). Técnico: Mano Menezes

Democrata: Alencar; Alan Silva (Guilherme Cavalcante), Wellington, Gerley e Vitinho; Glaydson, Matheus Roldan, Lima (Andrey); Jefferson Tanque, Lourival (João Figueiredo) e Lucas Pinheiro. Técnico: Pereira

O próximo duelo celeste será a decisão contra o São Paulo, pelo primeiro jogo da 4ª fase da Copa do Brasil. A partida acontecerá no Morumbi, na próxima quinta-feira.

Guerreiro dos Gramados, nossa torcida, nossa força.

Por: Emerson Araujo