Enfim, Rafael Sóbis

Salve, guerreiros!

Há quanto tempo não me dirigia a vocês, já estava morrendo de saudades. Como se não bastasse à goleada, fora de casa, por 4 a 0 e a contratação do centroavante argentino “Wanchope”, Ábila, o Cruzeiro anunciou de forma oficial a contratação de Rafael Sóbis, que estava no Tigres do México.

Após três semanas de muita expectativa com a vinda do jogador, o negócio se concretizou na noite desta quinta feira (23). O anúncio foi feito pelo vice – presidente do Cruzeiro, Bruno Vicintin. Valores não foram oficialmente divulgados, mas o Cruzeiro adquire 100% do passe do atleta, que assina por três temporadas. Vale ressaltar que Rafael Sóbis vinha fazendo a pré-temporada com a sua ex-equipe, na cidade de Cancun e chega a Belo Horizonte na próxima semana, uma vez que ele ainda passará por Monterrey, a fim de resolver pendências particulares.

Rafael Sóbis tem um vasto currículo, acumulando títulos importantes e passagens de destaque por onde atuou. Com a camisa do Tigres, foram 70 jogos desde janeiro de 2015, com 22 gols e 21 assistências. Além do Tigres, Sóbis já passou por Real Betis ESP, Al-Jazira-EAU, Fluminense e Internacional. Vale lembrar que o atacante é ídolo no Inter, tendo conquistado a Libertadores de 2006 e 2010 com a camisa colorada.

Com o bom futebol apresentado no México e toda a expectativa criada pela nação azul, Rafael Sóbis chega para assumir a camisa de titular e, juntamente com Ábila, dar fim ao péssimo aproveitamento do ataque celeste na temporada.

Além do grande esforço de toda a diretoria do Cruzeiro, o desfecho positivo se deu também graças ao desejo do atleta. Mesmo bem adaptado na cidade de Monterrey, a vontade de voltar ao Brasil, ficar perto dos filhos e vestir o manto celeste mexeram com a cabeça de Sóbis.

Mesmo com bastante atraso, a diretoria do Cruzeiro agiu. Foram duramente criticados por nós, e com total razão, e agora merecem todos os aplausos pelo bom serviço prestado, apesar de não terém feitos mais que a obrigação. Na concepção deste que vos fala, a manutenção de Paulo Bento é primordial para a evolução do time, que tem alternado bons e maus momentos, mas com a manutenção de Paulo Bento e um tempo maior para o desenvolvimento do trabalho, o Cruzeiro tem tudo para alcançar os objetivos traçados e, quem sabe, não sonhar alto em 2017.

Por: Paulo Pianetti