Da asma ao gol: a arrancada de Marcos Vinícius

Marcos Vinícius chamou a atenção com a arrancada e o gol que marcou no jogo do último domingo, contra o Sport, na vitória por 3×0. Jogando desde o início do duelo, o meia recebeu a bola ainda no campo de defesa, já na etapa complementar, e esbanjando saúde, passou pelo defensor adversário com propriedade antes de concluir com categoria na saída do bom goleiro Danilo Fernandes. Até aí nada demais vindo de um jogador de 20 anos de idade, cheio de vigor né? Entretanto, o jogador, formado pelo Náutico, conviveu até pouco tempo atrás com problemas de saúde que impediam essas arrancadas.

A asma foi um dos grandes problemas do jogador para se firmar em seu clube de origem. Não foram episódios isolados em que o jogador não conseguia cumprir as orientações dos treinadores e acabava prejudicando o time ou sendo sacado durante os embates. No dia 12 de agosto de 2014, por exemplo, o Náutico recebia o Vasco em partida válida pela Série B. Marcos foi titular e acabou substituído aos 28 minutos de jogo, absolutamente extenuado e sob vaias da torcida. Na ocasião, o jogador acabou caindo em lágrimas após a partida.

O choro veio de novo no mês de julho deste ano, já integrado ao plantel cruzeirense, mas dessa vez motivado pela alegria de se firmar no time do povo. Promovido aos titulares por Luxemburgo (as primeiras oportunidades entre os 11 vieram ainda com Marcelo Oliveira), o jogador parece ter deixado os problemas pra trás e a respiração está em dia. Titular do time desde a saída de Allano por lesão, o jovem se mostra cada vez mais adaptado ao clube da Toca e confiante em sua qualidade para se firmar de vez no Maior de Minas. Sua intenção de marcar história por aqui já foi reiterada em coletivas e esperamos ver esse potencial sendo colocado em prática com a camisa azul.

A verdade é que o gol marcado foi uma daquelas arrancadas que se tornaram raras no futebol atual, muito tático e focado em movimentações, marcação e trocas de passe. Jogadores com a ousadia de “ir pra dentro” do marcador e manter ter a frieza ao concluir representam uma esperança de que o talento do futebol brasileiro não esteja esquecido, e especialmente, que o recrutamento celeste esteja sendo bem feito. Claro que ainda existem aspectos a melhorar em seu jogo, mas Marcos Vinícius é um dos mais promissores atletas dessa edição do Brasileiro. E parece ter muito mais bola para mostrar. De quem venceu problemas de saúde para fazer o que mais gosta, não me parece prudente duvidar.