Cruzeiro 1 x 0 futebol (Caldense 0 x 1 Cruzeiro – Campeonato Mineiro 6ª rodada)

Salve Guerreiros! Durante a partida de hoje comecei a questionar-me a respeito do meu entendimento sobre futebol, não consigo mais discernir se o Deivid é um gênio montando uma Laranja Mecânica* celeste, ou é muito ruim mesmo. Apesar dos números favoráveis, o time é líder no Mineiro, o futebol apresentado, em minha opinião, é pífio. Entretanto, pode ser que a falta de material humano, como um meia por exemplo, esteja raleando os gols do ataque celeste e uma linha tênue entre a genialidade e a ruindade do treinador me deixa confuso sobre o Cruzeiro que assistiremos até o fim do ano. A tristeza é saber que podemos passar mais um ano na seca caso a segunda opção seja a correta.

O jogo

Nem sei se deveria repetir aqui o que escrevi nas analises passadas, mas a realidade é que o Cruzeiro apresenta um futebol nota 0. Sem criatividade, sem ofensividade (6 gols em 6 jogos pelo Mineiro), e só não é pior porque a defesa se porta bem. Mais uma herança de Mano Menezes que mérito do estagiário que treina hoje o time.

A alternância de posição entre Romero e Henrique não me agrada. Henrique sofre o peso dos anos e deveria com sua experiência ficar à frente da zaga. Romero e sua juventude e qualidade de passe deveria jogar mais adiantado ajudando na armação de jogadas, algo que o time se recente desde a saída de Everton Ribeiro. Precisamos urgente de um meia de oficio que municie o ralo ataque celeste.

Alex, destaque na copa São Paulo deveria ser testado, apesar de achar que seria uma carga muito grande nos ombros do jovem meia. Entrando aos poucos na segunda etapa, renovando o fôlego do time ele iria pegando rodagem, e o Mineiro é justamente pra isso. Depois vai querer lançar o garoto em fases mais agudas no ano e aí sim, corre o risco de queimar-lo.

Vencemos com um gol em impedimento do Alisson e assumimos a ponta da tabela, o que pode justificar o péssimo futebol diante de uma diretoria que parece insistir no que não vem dando certo apenas para não admitir que estava errada ao efetivar o estagiário no comando técnico da equipe.

Em um jogo tão ruim, normalmente eu daria o Guerreiro de ouro pra homem do gol, mas não posso fazê-lo pela condição em que o gol foi marcado. Guerreiro de lata vai para a diretoria por estar bancando um trabalho que claramente não vem dando certo, apesar dos resultados, mas que pode nos fazer passar vexames contra times mais qualificados. Se liga, Vicintim!

FICHA TÉCNICA

CALDENSE 0 X 1 CRUZEIRO

Local: Estádio Ronaldão, em Poços de Caldas (MG)

Data: 06 de março de 2016, domingo

Horário: 18h30 (de Brasília)

Árbitro: Cleisson Veloso Pereira (MG)

Assistentes: Ricardo Junio de Souza (MG) e Celso Luiz da SIlva (MG)

Cartões Amarelos: Marcel (Caldense), Fabiano, De Arrascaeta (Cruzeiro)

Gols:  CRUZEIRO: Alisson, aos 12 minutos do primeiro tempo

CALDENSE: Neguetti, Jefferson Feijão, Marcelinho, Paulão (Marx) e Rafael Estevam; Marcel, Michel Elói (Marcinho), Michel Benhami, Ewerton Maradona e Tiago Azulão (Edu); Rafamar

Técnico: Gian Rodrigues

CRUZEIRO: Fábio, Fabiano (Mayke), Bruno Rodrigo, Léo e Sánchez Miño; Henrique, Lucas Romero, Ariel Cabral, De Arrascaeta (Élber) e Alisson; Willian

Técnico: Deivid

A Raposa agora volta para casa enfrentando o Atlético do Paraná pela Copa da Primeira Liga. Até lá, China Azul! Guerreiro dos Gramados. Nossa torcida, nossa força!

Por: Alvaro Jr

* Referência ao time holandês de 1974 onde os jogadores não guardavam posições fixas.