Cruzeirenses pela Copa do Brasil: A Guerreira da Cidade do Aço!

Cruzeirenses pela Copa do Brasil: A Guerreira da Cidade do Aço!

Cruzeirenses pela Copa do Brasil: A Guerreira da Cidade do Aço!

O Guerreiro dos Gramados segue acompanhando a trajetória dos cruzeirenses que vibram com a possibilidade de ver o clube em sua cidade na Copa do Brasil e a bola da vez é a torcedora Letícia Alves, que esteve presente em Volta Redonda na vitória por 2X1 do Cruzeiro sobre o Resende.

A próxima parada celeste é em Goiânia e você, torcedor do Centro-Oeste, pode ser nosso correspondente. Caso você planeje ir ao Serra Dourada na partida do dia 15 de julho contra o Atlético-GO e seja morador da região, entre em contato com a gente. Mas antes, vamos curtir a história da Letícia.

Meu nome é Letícia Duarte Andrade. Tenho 19 anos, nasci em Itabira-MG,  estudante, cursando administração na UFF (Universidade Federal Fluminense)

Bom, gostaria só de citar uma história bacana, da minha tia, a Tia Maria. Hoje com 90 anos e é uma Cruzeirense fanática. Ela é irmã do meu avô, já falecido, e juntos eles são os responsáveis por espalhar essa paixão pelo Cruzeiro pra toda a família.
Tia Maria não perdia nenhum jogo do Cruzeiro na TV até que ela teve uma conjuntivite que causou a perda parcial da visão. A TV, infelizmente, ela não vê mais, mas em todo jogo do Cruzeiro ela vai para o seu quarto, liga o rádio e fica lá ouvindo todo o jogo. Ela acompanha também todas as notícias pelo rádio e fica muito brava quando escuta alguém falar mal do seu time. Eu já prometi e vou cumprir a promessa de levá-la à Toca da Raposa!

 
1 – Como foi parar em Volta Redonda-RJ?
        
Nasci em Itabira-MG. Em 1996, com 3 anos de idade, fui morar no interior de São Paulo e em 2005, devido ao trabalho dos meus pais viemos morar em Volta Redonda-RJ, onde estou desde então.
 
2 – Conhece muitos cruzeirenses por aí? Vocês se reúnem para ver os jogos?
       
 Tenho parentes e amigos que moram aqui na região e em Volta Redonda mesmo, que são Cruzeirenses. E já conheci outros cruzeirenses na cidade, inclusive em jogo do Cruzeiro e do Sada/Cruzeiro. Sempre que possível nos reunimos aqui em casa ou quando há jogo do Cruzeiro aqui perto, como em Juiz de Fora ou no Rio de Janeiro, marcamos presença também.

3 – O que achou da partida entre Resende e Cruzeiro?
 
O jogo não foi o que eu, e acredito que a maioria da torcida, esperava, que era o Cruzeiro fazer pelo menos uns três gols e eliminar o jogo de volta.
O Cruzeiro fez os dois gols seguidos e ficou tranquilo na partida, até que em uma felicidade do Resende, a bola desviada no Léo, entrou no gol do Fábio.
Lamento o fato do Dedé não ter feito a sua estreia nesse jogo, na cidade natal dele. Seria épico!
 
4 – Foi a primeira vez que você foi ao estádio ver o Cruzeiro jogar ou vai sempre?
        
Não. Sempre que possível eu vou ao estádio ver o Cruzeiro. Esse foi o 3º jogo que vi ele jogar aqui em Volta Redonda. Estive no jogo contra o Tupi em Juiz de Fora esse ano pelo Campeonato Mineiro também. Além disso sou sócio-torcedora, estou sempre indo à Belo Horizonte e lá vou com as minhas primas aos jogos.
 
5 – Você já veio ao Mineirão?
       
Sim, mas não no novo Mineirão porque ainda não tive a oportunidade. Antes dele ser reformado fui em muitos jogos de Campeonato Mineiro, Brasileiro e de Libertadores. Inclusive, fui em um jogo em 2008 pela Libertadores contra o Cerro Porteño sem meu pai saber, porque ele estava no interior e não podia me levar. Tive que apelar para um tio atleticano !! rsrs

Cruzeirenses pela Copa do Brasil: A Guerreira da Cidade do Aço!

6 – Como foi a sensação de ver o Cruzeiro por aí?
        
Foi ótimo ver o Cruzeiro jogar aqui. Quando vi que havia essa possibilidade, fiquei muito empolgada e na torcida pro Cruzeiro pegar o Resende na 2ª fase da Copa do Brasil. Convoquei os parentes e amigos daqui para irem também. A torcida do Cruzeiro era maioria no estádio, parecia que nós estávamos em casa.
 
7 – Com relação à torcida, cobertura da mídia, etc., como é acompanhar o Cruzeiro de longe?
 
A mídia já é bem imparcial né? Dão mais cobertura ao eixo RJ-SP. Claro que morando aqui no estado do RJ vejo falar mais de times daqui,  então temos que encontrar a melhor maneira de acompanhar os jogos e as notícias do Cruzeiro.  A internet é de fato o meu principal meio de comunicação com o Cruzeiro e com a torcida também. Eu acompanho os jogos através dos canais de TV fechada e as notícias através de redes sociais, como o twitter, onde interajo e me divirto com os cruzeirenses, os portais como o GDG e o site oficial do Cruzeiro.
        
8 – O que o Cruzeiro poderia fazer para o torcedor que mora fora de Minas Gerais se sentir mais próximo do clube?
 
Além da TV Cruzeiro, que foi uma ideia genial de colocar o torcedor a parte de tudo o que acontece no clube, o Cruzeiro poderia também realizar promoções para quem mora fora ir assistir a jogos no Mineirão e para conhecer a Toca; Promover uma interação direta da torcida com o clube, de modo que a torcida tenha um espaço para contar sua paixão pelo Cruzeiro.  Até em jogos fora de casa, mostrar os torcedores que moram nas cidades que o Cruzeiro vai jogar através da TV Cruzeiro ou de fotos postadas no site oficial, assim como vocês do GDG que tem o espaço pra torcida, para as fotos do torcedor e essa série de cruzeirenses pela Copa do Brasil.
 
9 – O que tem achado do time esse ano? Está confiante para 2013?

Estou confiante com o Cruzeiro esse ano. Está com um bom elenco, que está unido, entrosado, e a torcida também já mostrou que está fechada com o time. Apesar de que algumas posições ainda precisarem de um ajuste, o time é capaz de buscar as taças da Copa do Brasil e do Brasileiro.
Com o time, a torcida e a diretoria unidos,  SOMOS MAIS FORTES! Vamos Vamos Cruzeirooo!!!