Até quando? (Chapecoense 0 x 0 Cruzeiro – Copa do Brasil 8ª de final)

Salve, guerreiros! “Até quando?” Será um pergunta muito utilizada na coluna de hoje, amigos. Sei que receberei algumas críticas por não estar comemorando a vaga com a efusividade que deveria, mas, preocupa-me essas alternâncias excessivas pela qual passa o time do Cruzeiro treinado por Mano Menezes. Já escrevi há alguns anos aqui no pós-jogo sobre

Continue Reading →

Exorcizando fantasmas (Cruzeiro 1 x 0 São Paulo – Campeonato Brasileiro 1ª rodada)

Salve, guerreiros! Vitória! Após dois anos, a Raposa estreia com o pé direito na mais importante competição nacional. E não foi qualquer vitória, foi sobre a asa negra que temos no Brasileiro, o São Paulo. Sei que alguns dos amigos leitores vão dizer para eu conter a empolgação por causa do “Muricybol” que o Cruzeiro

Continue Reading →

Pode criticar? (Cruzeiro 1 x 0 Chapecoense – Copa do Brasil)

Salve, guerreiros! Há alguns anos, um ex-presidente da república iniciou um discurso, aliás, um projeto de encucar nos brasileiros uma ideia antagônica em todas as áreas: nós x eles, ricos x pobres, “pretos” x brancos, homens x mulheres, héteros x gays… e conseguiu! A divisão entre os brasileiros foi tamanha que as últimas eleições presidenciais

Continue Reading →

FMF: Missão cumprida. (Cruzeiro 0 x 0 Atlético – Campeonato Mineiro Final 1)

Salve, guerreiros! A missão que recebi do Chefe Paulo Costa, idealizador do Guerreiro dos Gramados, é analisar os partidas do Maior Clube de Minas Gerais, o Cruzeiro Esporte Clube de Belo Horizonte. Entretanto, vou pedir licença na coluna de hoje, para por algumas linhas dedicar-me às discrepâncias entre a lisura que deveria reger a prática

Continue Reading →