Me desculpe, Gilvan!

Carta Aberta ao Presidente Gilvan

Caro presidente Gilvan de Pinho Tavares, aqui quem fala é mais um dos milhares de torcedores apaixonados pelo Cruzeiro Esporte Clube e escrevo abertamente para você sobre algumas coisas que acredito que o senhor precisa ouvir.

Presidente, desde quando você assumiu o cargo maior do nosso amado clube, percebi que o senhor é uma pessoa sensata e de caráter. Com o passar do tempo, isso ficou ainda mais evidente. Eu admiro muito essas suas características como ser humano.

Quando o senhor assumiu o clube, definitivamente, em 2012, teve que “arrumar a casa” e mostrou muita competência pra isso. Depois de reorganizar o nosso clube, o senhor construiu, junto de sua equipe, um planejamento campeão. Ou melhor, um planejamento bicampeão. Presidente, você apostou em Alexandre Mattos e trouxe o técnico Marcelo Oliveira, mesmo sendo contrariado pela maioria dos torcedores e dos jornalistas. Você mostrou pulso firme e bancou sozinho tudo isso. E é por isso que você merece total reconhecimento pelos dois últimos maravilhosos anos que tivemos.

Presidente Gilvan, o bicampeonato brasileiro entrou para a nossa história. Ficou registrado nas nossas páginas heroicas e imortais e isso ninguém apaga. Essas conquistas sempre serão lembradas e terão a marca da sua gestão. E nós, torcedores do Cruzeiro, reconhecemos muito tudo que foi construído pelo senhor. E sempre lembraremos os feitos de 2013-2014 com muita gratidão.

Mas hoje, caríssimo presidente, a situação está difícil. Sabemos que não dá pra ganhar tudo sempre. Isso é extremamente compreensível, mesmo que nós, torcedores, sempre queiramos mais e mais conquistas. Também entendemos que o clube tem contas a pagar, pois para ser campeão é necessário investir. Tudo bem, presidente, nós entendemos tudo isso que o senhor sempre faz questão de salientar por meio da imprensa.

O que nós, torcedores do Cruzeiro, não queremos é que a sua gestão também fique com uma marca feia e irreparável. O senhor sabe, presidente, que a cicatriz de um rebaixamento é eterna. E sabe também que essa horrível lembrança sempre marcará a história de um clube que já foi rebaixado, bem como tornará inesquecíveis os culpados pela tragédia. E por isso, presidente, é que não queremos que o senhor seja lembrado por isso. Queremos que o seu nome seja sempre lembrado pelas conquistas, pela sua integridade, pelo seu caráter e pelo seu amor ao nosso clube.

Por isso, presidente, é que lhe escrevo esta carta aberta. É para lhe dizer que somos gratos por tudo o que você fez. E que sabemos que em toda essa sua trajetória como presidente do Cruzeiro Esporte Clube houve momentos de acertos e de erros. E errar é humano. Todo mundo erra. E reconhecer o erro e corrigi-lo é demonstrar humildade de quem quer sempre o melhor para seguir em frente e conquistar coisas boas.

Talvez, presidente, seja a hora de reconhecer um erro. Ainda há tempo! Falo sobre a contratação do técnico Vanderlei Luxemburgo. Todos nós sabemos da sua boa intenção ao contratá-lo. Ele é um técnico que possui um currículo extraordinário e que possui bastante influência no mundo do futebol. Entretanto, nós sabemos como esse mundo é: não adianta ter só um bom currículo, é preciso também se atualizar, estudar, acompanhar as transformações do mundo da bola. E, infelizmente, Luxemburgo se mostra parado no tempo. Veja bem: Felipão tem um currículo incrível, mas ficou marcado pelo vexame do 7×1. A Alemanha reinventou seu futebol, e o Brasil ficou parado no tempo.

A marca do 7×1 ficou para a história do Brasil. Não deixemos que um rebaixamento marque a história do Cruzeiro. O nosso time, no papel, é muito bom. Mas é preciso que alguém faça que esses jogadores explorem todo o potencial que têm. Luxemburgo não está conseguindo fazer isso. Ele chegou há pouco tempo, sei disso, também sou uma pessoa sensata. Entretanto, nós, torcedores, já percebemos que do jeito que as coisas estão não há muita esperança.

Coragem, presidente. Precisamos de um treinador que conheça bem a casa, que goste do clube e que mexerá com o brio desses jogadores. Que chegará à Toca da Raposa, treinará incessantemente o nosso time e que honrará as cinco estrelas do manto celeste. Ainda há tempo, presidente. Reassuma o comando, recoloque o Cruzeiro no seu devido lugar!

De um cruzeirense apaixonado.

Pedro Henrique @RealPedrin