Amigos de Marcelo Oliveira x Amigos de Luxemburgo

Como diria Ana Paula Padrão no comando do MasterChef: PARA TUDO! Hoje quero falar sobre o nada amistoso confronto entre os amigos do técnico Marcelo Oliveira versus os amigos do técnico Vanderlei Luxemburgo (ou amigos do “Cruzeiro é maior que qualquer um”).

Ontem, após o River Plate ter se consagrado campeão da Copa Bridgestone Libertadores 2015, o nome do técnico Marcelo Oliveira reverberou nas redes sociais. Isso se deu porque o ex-treinador cruzeirense foi eliminado em 2014 e em 2015 pelas equipes que foram campeãs nesses anos: San Lorenzo e River Plate, respectivamente. Na Copa do Brasil, isso também aconteceu: em 2013, o Cruzeiro foi eliminado pelo Flamengo, que foi o campeão naquele ano. Em 2014, o time celeste perdeu a final para o Atlético/MG. Ou seja, nos torneios de mata-mata, o técnico Marcelo Oliveira, enquanto esteve no Cruzeiro, só perdeu para os clubes que foram campeões.

E sabem o que isso significa?

Para alguns, significa que o técnico Marcelo Oliveira não deveria ter sido demitido pelo Cruzeiro. Para outros, não significa nada. Ou significa que perdemos a chance de ser campeão em 4 oportunidades. É o óbvio.

Mas o que mais incomoda nisso tudo é o saudosismo. Os amigos do Marcelo Oliveira quase que se esquecem que na verdade são torcedores do Cruzeiro. Neste domingo, no confronto contra o ex-treinador cruzeirense, muitos querem até homenagear o técnico que se consagrou bicampeão brasileiro pelo Cruzeiro. E há também aqueles que esperam uma vitória do Palmeiras só por antipatia pelo atual treinador cinco estrelas. Já os amigos do Luxemburgo querem muito ganhar o jogo do próximo domingo e mostrar para os amigos do Marcelo Oliveira que, afinal, o ex-técnico cruzeirense não tá com essa bola toda (ah, o Jaeci tá nesse time!).

Quero dizer que o Cruzeiro vai pagar e/ou já está pagando pelos erros que sua diretoria vem cometendo. A saída do diretor de futebol Alexandre Mattos e a demissão do técnico Marcelo Oliveira são exemplos de alguns desses erros. Entretanto, torcedor, não é hora de abraçar a causa desse ou d’aquele. Agora é hora de fechar com o Cruzeiro. Você se lembra do #FechadoComOCruzeiro? Essa campanha não foi para diretor w, para técnico x, para presidente y ou para jogador z. Essa campanha foi feita para abraçar o time do Cruzeiro, para abraçar o clube e quem quer que esteja nele.

É hora de apoiar o Cruzeiro. É hora de encher o estádio, deixar a selfie de lado e gritar até ficar sem voz. Porque eles precisam da gente. Precisam mais do que nunca. Se você quiser homenager o técnico Marcelo Oliveira, faça isso. Ingratidão é muito feito e o nosso ex-treinador, junto com o nosso ex-diretor, ajudaram-nos a escrever belíssimas páginas heroicas e imortais. Isso ninguém vai apagar. Mas na hora do jogo lembre-se que o Marcelo tá do outro lado.

Olha, a vida continua. Alexandre Mattos agora é diretor de futebol do Palmeiras. Marcelo Oliveira agora treina o outro Palestra. Eles passaram. O Cruzeiro ficou. Nós ficamos. E precisamos apoiar esse time. Agora o Palmeiras é o nosso principal adversário. No domingo e na Copa do Brasil. E nós, torcedores, temos que apoiar o nosso time. E o nosso time é o Cruzeiro. Os erros que a diretoria cometeu, ela vai pagar por eles. E nós, torcedores, temos que apoiar o nosso time. O time.

Por: Pedro Henrique Campos (@RealPedrin)