Agora é matemático, Cruzeiro Tri Campeão Brasileiro 2013

Agora é matemático, Cruzeiro Tri Campeão Brasileiro 2013 - Foto: Reuters

Salve guerreiros, Tri campeões guerreiros! Escrevemos mais uma “página heroica imortal” no Barradão na noite da última quarta. Quem disse que contentaríamos em sermos campeões com a derrota do adversário que ainda tinha chance matemática de título, aliás, falando nela, espero que a tal matemática tenha ficado satisfeita. Fomos campeões! Pedimos emprestado o nome do oponente valoroso da última noite, Vitória, para confirmar aquilo que todo cruzeirense já sabia: esse título era nosso, é azul e branco, como disse Dagoberto no último domingo: “vamos parar de hipocrisia, somos campeões, entrega logo a taça”.

Mas coube ao rubro negro baiano valorizar nossa conquista, eles venderam caro essa derrota. Posicionaram-se bem em campo e simplesmente não erraram passes, quase todo primeiro tempo, tiveram muitas oportunidades de gol, mas o capitão que há de levantar a taça no Mineirão lotado contra o Bahia, Fábio, estava lá, para garantir que não levaríamos esse gol nesta etapa. Brilhou então a estrela de Dagoberto, que em um passe magistral encontrou Willian rasgando a defesa baiana para abrir o placar.

Veio o segundo tempo, em um lance de sorte o Vitória encontrou o gol de empate em um bate rebate, mas esse 13 de novembro de 2013 marcaria em uma quarta-feira o Campeão Brasileiro desse ano!

O Cruzeiro dos vários recordes e coincidências sagrou-se o primeiro campeão a vencer todos os adversários pela disputa do título. Como já disse o primeiro a ser campeão no meio de semana. Como em 2003, nosso principal armador, ficou de fora do jogo!

Essa é a tradição Azul Celeste, os três títulos do Cruzeiro foram conquistados por times que gostavam de jogar futebol, que gostavam de marcar gols, que privilegiavam o ataque ao invés da defesa. As academias de futebol vencedoras em 1966 sobre o “melhor time do mundo” o Santos de Pelé, de 2003 com Alex jogando o fino da bola e o coletivo time de 2013. Time este que demonstrou que futebol é esporte coletivo, não dá lugar a vaidades pessoais e quem tem chance de atuar, deve pensar sempre na coletividade, no objetivo, na conquista…

Três vezes campeão do Brasil! Três vezes subindo ao lugar mais alto do pódio, Tri campeão legítimo, de fato e de direito.

Essa taça é nossa, taça real, palpável, daquelas que vamos ostentar em nossa vitrine de troféus. Nada criado ou inventado, colocado em hino para mostrar algo que não é verdadeiro. Somos sim, um time de verdade, somos um gigante, que quando vence ganha mesmo. Brilha como as estrelas que lhe dão nome, firme como céu onde as cinco estrelas estão cravadas.

Mais uma vez o Brasil se pinta de azul, legitimamente, sem apagar luz de estádio, sem forçar adversário a treinar no escuro. Esse é o Cruzeiro Esporte Clube, um time que conquistou o Brasil mais uma vez dentro de campo, com um futebol bonito, envolvente e que venceu todos os adversários em sua conquista!

Parabéns Cruzeiro Esporte Clube, parabéns cruzeirenses! Que venha a Libertadores ano que vem. E vamos demonstrar ao mundo quem é o real dono dessa taça, quem realmente, sem apagar refletores é o verdadeiro campeão de Minas Gerais, o Cruzeiro Esporte Clube!

Saudações Celestes!