A bola pune! E assim foi (Cruzeiro 1 x 1 América – Campeonato Mineiro 5ª rodada)

Salve Guerreiros! Está cada dia mais difícil ter paciência com a aposta “Deivid” treinando o Cruzeiro. O time não engata, não engrena, não evolui. Já estamos em março, praticamente, quinta rodada do estadual e não vemos padrão de jogo no time celeste. A minha impressão é que os caras entram em campo para disputar uma pelada, e atitude e futebol de alguns no Cruzeiro demonstram isso. Não sei até quando a diretoria vai bancar a escolha que fez, mas, a torcida não vai esperar muito mais para começar a pedir a cabeça do novato que dirige a equipe.

O Jogo

A Raposa até fez um primeiro tempo “bonzinho”, parecia que o fato da escalação pela primeira vez se repetir esse ano nos traria um início do sonhado entrosamento, mas isso não aconteceu. Entretanto, vimos alguns lampejos de boas jogadas, mas o ataque esse ano está decepcionante.

Lucas Romero é baixinho somente na estatura, porque domina seu setor de campo com maestria, e os lançamentos precisos lembram outro Lucas que deixou saudades, o Silva, Henrique em sua posição rende muito melhor, puxou alguns contra-ataques que para o infortúnio celeste não terminaram em gol.

A zaga formada por Dedé e Bruno Rodrigo, em minha opinião, é a melhor zaga do Brasil, sem sustos. Infelizmente o gol anda tão raro na Raposa que até a televisão perdeu, as duas transmissões de Globo Minas e Premiere (o que me leva a crer que são uma, na verdade), perderam o lance e os torcedores de casa apenas ouviram a reação da torcida na hora do gol do uruguaio De Arrascaeta.

Vem o segundo tempo, e como disse Dedé na entrevista final: (…) “foi o que foi pedido. ” O que? Aquilo que vimos atônitos no segundo tempo: um Cruzeiro omisso, recuado, permitindo ao América ter a posse de bola e dominar o jogo. Um Cruzeiro que voltou à segunda etapa para, a pedido do Deivid, segurar o placar… Infelizmente, Deivid, como diz um treinador de verdade, “a bola pune” RAMALHO, Muricy (treinador cujo time meteu 5 no Resende hoje mesmo, aliás, mesmo número de gols do Cruzeiro em 5 rodadas).

O Cruzeiro foi punido pela bola e pelo petardo de fora da área do Bryan, empate justo, para um time que tinha tudo para matar o jogo, mas resolveu não jogar, preferiu “anti-jogar”.

Ainda assim agraciarei o menino Lucas Romero com o “Guerreiro de ouro”, muito bom jogador e tem muito futuro. “Guerreiro de lata” fica com o chefe, Deivid, aprenda uma coisa: o Cruzeiro não é time de segurar resultado.

FICHA TÉCNICA:
CRUZEIRO 1 X 1 AMÉRICA-MG

Local: Mineirão, em Belo Horizonte (MG)
Data: 28 de fevereiro de 2016 (domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Emerson de Almeida Ferreira
Assistentes: Guilherme Dias Camilo e Marcus Vinícius Gomes
Cartões Amarelos: Lucas Romero (Cruzeiro); Danilo, Alison (América-MG)
GOLS:
CRUZEIRO: De Arrascaeta aos 43 minutos do primeiro tempo
AMÉRICA-MG: Bryan aos 46 minutos do segundo tempo

Cruzeiro: Fábio; Fabiano, Bruno Rodrigo, Dedé e Fabrício; Henrique, Lucas Romero, Sánchez Miño (Ariel Cabral), Alisson (Elber) e De Arrascaeta; Willian (Rafael Silva). Técnico: Deivid

América-MG: João Ricardo; Jonas, Alison, Sueliton e Danilo (Bryan); Leandro Guerreiro, Pablo, Tony, Osman e Rafael Bastos (Tiago Luís); Bruno Sávio (Victor Rangel). Técnico: Givanildo Oliveira

Aliviei hoje o péssimo Fabrício e o peladeiro Sanches Miño, porque entendo que a perda de dois pontos fica na conta do treinador que resolveu cozinhar e vencer pela contagem mínima.

Próximo compromisso será fora de casa no Ronaldão contra a Caldense. Até lá China Azul. Guerreiro dos Gramados. Nossa Torcida, nossa força!

por: Álvaro Jr